Sudema alerta população sobre crimes ambientais no período junino - WSCOM

menu

Paraíba

20/06/2018


Sudema alerta população sobre crimes ambientais no período junino

Foto: autor desconhecido.

A soltura de balões, queima de fogueiras com madeiras ilegais e o uso de fogos de artifícios em áreas protegidas são caracterizadas como crimes ambientais, e a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), ao lado do Batalhão de Policiamento Ambiental, neste mês de junho, alerta a população sobre as infrações ambientais com o intuito de coibi-las.

Para não haver problemas com a vigilância, o responsável pela Divisão de Fiscalização (Difi) da Sudema, capitão Eduardo Cunha, alerta sobre os crimes ambientais e sua consequências. “Os que forem pegos infringindo as leis ambientais serão notificados podendo responder criminalmente, além de pagar multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 50 mil, dependendo da infração. Vale lembrar que a população pode contribuir denunciando pelos números de telefones 190 ou 98844-2191, quando detectar alguma anormalidade com relação às questões ambientais”, salientou o capitão.

O superintendente da Sudema, João Vicente Machado Sobrinho, ressalta que só por meio da  educação ambiental poderemos colher os bons frutos da sustentabilidade. “A Sudema tem uma Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceda), que realiza campanhas educativas em escolas, comunidades, associações, eventos populares, meios de comunicação, e outros mais. Todas as ações induzem à melhoria na relação humana com o meio ambiente, visando à qualidade de vida e à preservação dos nossos biomas”, pontuou.

Já a coordenadora da Educação Ambiental da autarquia, Taciana Wanderley, enfatiza a responsabilidade de todos na preservação ambiental. “O meio ambiente é um bem fundamental à existência humana, devendo ser assegurado e protegido para uso de todos, e a caracterização do crime ambiental junino está no corte ilegal de madeira. Destacamos também que soltar balões pode levar o fogo às áreas isoladas como parques, já os fogos de artifícios podem prejudicar o ambiente com queimaduras na flora e até em animais e nos próprios humanos”, concluiu.

Sudema – As unidades da Sudema ficam nos seguintes endereços: sede em João Pessoa – Avenida Monsenhor Walfredo Leal, 181, Tambiá; em Campina Grande, Avenida Rio Branco, Centro; e na cidade de Patos, Rua Lima Campos, 740, São Sebastião.