Suassuna defende que PMDB entregue todos os cargos e garante não ter definido ai - WSCOM

menu

Política

14/06/2006


Suassuna defende que PMDB entregue

EXCLUSIVO – O senador Ney Suassuna defendeu nesta quarta-feira, em contato com a reportagem do WSCOM Online, que o PMDB da Paraíba entregue todos os cargos federais, mesmo mantendo o apoio ao presidente Lula. Ele negou, ainda, rumores de que Simão Almeida e Leonardo Fortes poderiam ser seus suplentes. “Não decidi absolutamente nada”. O parlamentar disse ter números de pesquisas favoráveis.

Para o senador, ocupar cargos e enfrentar desgastes não interessam. “Nos diversos governos que por razoes políticas tenho apoiado nunca pedi cargos, como aconteceu desde Ronaldo passando por Maranhão, por isso não será agora que me apegarei a essa circunstância”.

No entendimento de Suassuna, “melhor para o PMDB é não ter desgastes e poder cobrar do Governo Federal tudo o que a sociedade está a exigir, portanto, defendo que entreguemos os poucos cargos”.

Suplência – Indagado se havia escolhido os suplentes, Ney disse que desconhecia por completo rumores de que Simão Almeida e Leonardo Fortes seriam primeiro e segundo suplentes. “Isso não existe nem sequer discuti se farei composição partidária ou se nos coligaremos”.

– Ainda é cedo, sendo assim acho que vamos gastar ainda mais alguns dias para essa definição – adiantou.

Pesquisa – Sobre os últimos das pesquisas, ele disse que costuma não polemizar com esse instrumento de campanha, mesmo assim disse ter ouvido do senador José Maranhão que vai entrar com medida judicial no Tribunal Regional Eleitoral contra a Brasmarket por entender o candidato ao Governo do Estado que pode ter havido manipulação.

– Posso assegurar que estou com desempenho muito satisfatório em todas as regiões e sou candidato à reeleição com amplas chances de vitória pelo trabalho que tenho desenvolvido – afirmou.