Sobrevivente de queda de Globocop está em estado gravíssimo - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

01/02/2018


Sobrevivente está em estado gravíssimo

GLOBOCOP

Foto: autor desconhecido.

O boletim médico divulgado, nesta quinta-feira (1º), pelo Hospital da Restauração (HR), no Recife, informa que é gravíssimo o estado de saúde do jovem Miguel Brendo Pontes, 21 anos. Ele é o único sobrevivente da queda do Globocop, ocorrida na terça-feira (23), no mar da Praia do Pina, na Zona Sul da capital pernambucana. Duas pessoas morreram no acidente com o helicóptero.

O documento elaborado pela equipe médica informa que foi ‘observada uma evolução não satisfatória’ das condições neurológicas do jovem, nas últimas 48 horas, em consequência do grande trauma sofrido. O HR diz, ainda, que o paciente permanece na Unidade e de Terapia Intensiva (UTI).

Ele está respirando por aparelhos e sendo tratado com medicamento vasoativos. O HR informou que, caso ocorra uma nova intercorrência, voltará a se pronunciar ainda nesta quinta.

A unidade havia comunicado a piora nas condições neurológicas na quarta-feira (31). Segundo o HR, os pais de Miguel já tinham sido alertados para a mudança no quadro clínico.

Na queda da aeronave, que prestava serviços para a TV Globo, morreram o piloto Daniel Galvão, de 36 anos, e a 1º sargento da Aeronáutica Lia Maria de Souza, de 34 anos. O comandante foi sepultado no Recife. O corpo da militar seguiu para o Rio de Janeiro.Ajuda

Desde o dia do acidente, Miguel recebeu muita transfusão de sangue. Por isso, familiares e amigos deram início a uma campanha de doação. O objetivo é repor o estoque do hospital, onde o rapaz está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Para fazer a doação de sangue, é necessário ir até o posto de coleta do HR, que fica no bairro do Derby, na área central da capital pernambucana. Sangue de todos os tipos podem ser doados no local, que funciona de domingo a sexta, das 7h às 17h30. Na ocasião, deve ser mencionado o nome de Miguel como beneficiário da doação.

Na missa de sétimo dia em homenagem ao piltodo Daniel, na terça-feira (30), o comandante Wagner Monteiro, dono da empresa proprietária do Globocop, ressaltou a importância das doações de sangue para Miguel. E fez um apelo para as pessoas continuatrem ajudando o filho.