SMS amplia ofertas de doses de vacinas em João Pessoa - WSCOM

menu

Saúde

05/02/2018


SMS amplia ofertas de doses de vacinas

SAÚDE

Foto: autor desconhecido.

Para garantir a assistência dos viajantes, a gerência de Vigilância Epidemiológica (Viep), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ampliou a quantidade de atendimentos e estendeu o horário de funcionamento do Centro de Imunização. As mudanças irão valer a partir desta segunda-feira (5).

Com as mudanças, o Centro Municipal de Imunização (CMI) irá distribuir as senhas a partir das 8h e os atendimentos para orientações dos viajantes e vacinas serão agendados para um dos três turnos de funcionamento do serviço. Das 8h às 11h30, 13h às 16h e das 16h30 às 18h, conforme numeração das senhas. Com as modificações, serão ampliadas também as doses das vacinas, que passarão a ser 200 diariamente, ou de acordo com o abastecimento que é realizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

“A reorganização do fluxo para atendimento facilita o acesso aos usuários e a dinâmica dos profissionais de saúde que atuam com a ação preventiva, principalmente por conta do aumento pela procura da vacina que previne contra febre amarela”, informou o gerente da Vigilância Epidemiológica da SMS, Daniel Araújo Batista.

“No período de dezembro a fevereiro há um aumento de usuários na busca pelas vacinas, sobretudo com as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS), com a inclusão de algumas cidades, triplicou a busca pela vacina na em João Pessoa, são recomendadas apenas a quem irá se deslocar para áreas de risco para febre amarela”, completou.

As vacinas disponibilizadas pela Sala do Viajante variam de acordo com o destino do usuário. A mais comum exigida em diversas localidades do Brasil e no exterior é a da febre amarela. Para tomar a vacina o usuário precisa apresentar um documento de comprovação de viagem para área de risco, apresentar o cartão SUS e um documento de identificação.

Além de orientações para viagens nacionais, a Sala do Viajante também orienta quem viaja para o exterior, já que para determinados lugares é necessário apresentar o Cartão Internacional do Viajante. Esse cartão internacional é confeccionado no Centro Municipal de Imunização com a apresentação do passaporte.

Quem deve ser vacinado – Pessoas que vão se deslocar para áreas com recomendação de vacina, seja no território nacional e internacional, desde que possuam comprovante de deslocamento para estas áreas (passagem aérea, hospedagem). E viajantes onde o destino final não tem recomendação mas vão viajar de carro, moto ou ônibus, com paradas em cidades com recomendações, devem ser vacinados.

Sobre a vacina – A vacina é composta de vírus vivo atenuado. Embora muito segura e com eficácia que chega a 90%, a vacina contra a febre amarela pode causar reações adversas, como qualquer outra vacina ou medicamento. Os casos graves são raros, atingindo 1 pessoa a cada 400 mil vacinados, porém crescem em quantidade conforme aumenta a população vacinada. Já as reações mais brandas, tais como dores no corpo, cefaleia e febre podem afetar até 5% dos vacinados.

Acesse o link e saiba quais são as cidades consideradas como áreas de risco para febre amarela: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/listavacinacaofa.pdf.

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde reforça que as áreas determinadas para vacinação continuam as mesmas e que as medidas de prevenção, como intensificação de vacinação e fracionamento de doses, também continuarão sendo realizadas e atualizadas conforme as necessidades.
 

Notícias relacionadas