Slobodan Milosevic é enterrado em sua cidade natal - WSCOM

menu

Internacional

18/03/2006


Slobodan Milosevic é enterrado em

O corpo do ex-presidente da Iugoslávia Slobodan Milosevic foi enterrado neste sábado em Pozarevac, sua cidade natal.

Milhares de pessoas se reuniram na praça central da pequena cidade que fica 70 km a sudeste de Belgrado, a capital da Sérvia, à espera do caixão.

Muita gente subiu em árvores para ter uma melhor visão da chegada do caixão, enquanto outros se aglomeraram em prédios em torno da praça para acompanhar os acontecimentos.

Segundo informações da TV estatal sérvia, Milosevic seria enterrado em um túmulo com espaço para sua viúva, Mira Markovic, que teria dito que quer ser enterrada ao lado do marido.

Mas Markovic e outros integrantes da família do ex-presidente sérvio não estão comparecendo às cerimônias de despedida.

Adeus em Belgrado

Cerca de 100 mil pessoas – segundo estimativas da polícia – se aglomeraram em frente ao prédio do parlamento da Sérvia e Montenegro, em Belgrado, onde o caixão com o corpo do ex-presidente iugoslavo foi exibido neste sábado.

Muitos choravam, exibiam fotos de Milosevic e empunhavam cartazes com dizeres como “Heróis nunca morrem”.

“Eu vim dizer adeus ao mais importante filho da Sérvia”, disse à agência de notícias Associated Press Bosko Nikolic, 42 anos, que veio da cidade de Prokuplje, no sudoeste do país.

O corpo, envolto em uma bandeira da Sérvia e exibido em um palco sobre um tapete vermelho, foi transladado em seguida para Pozarevac.

Viúva

Milosevic morreu há uma semana em uma cela do tribunal de Haia, na Holanda.

O caixão, segundo a TV estatal, seria enterrado em Pozarevac embaixo de uma árvore onde Milosevic teria dado o primeiro beijo em Mira. Os dois foram colegas de escola.

O jardim faz parte de uma propriedade que pertence à família da viúva de Milosevic.

Mira Markovic vive em Moscou e não viajou à Sérvia e Montenegro para o enterro.

Ela é acusada de abuso de poder durante o governo de seu marido, e disse que o atual governo tornou impossível sua ida ao país.

‘Ameaças e chantagens’

O Partido Socialista, do qual Milosevic fazia parte e que está organizando o funeral, disse que ninguém da família imediata do ex-presidente estará presente.

“Por causa de afirmações contraditórias por parte das autoridades sérvias sobre a segurança da família durante o funeral e, especialmente, por causa das ameaças e chantagens dirigidas à mulher de Milosevic, Mira Markovic, a família não terá condições de comparecer”, afirmou o vice-presidente do partido, Milorad Vucelic.

Mira Markovic, o filho Marko, e o irmão mais velho de Milosevic vivem em Moscou. A filha mais velha do ex-presidente, Marija, mora em Montenegro.

Milhares de pessoas foram ver o caixão de Milosevic, que ficou à mostra em um museu da capital desde quinta.

No entanto, a grande maioria da população sérvia recebeu a morte de Milosevic com indiferença, segundo o correspondente da BBC em Belgrado, Allan Little.

Autópsia

Uma autópsia inicial mostrou que Milosevic morreu de infarto, e uma investigação realizada por autoridades holandesas descartou que ele tenha sido envenado.

O relatório preliminar afirma que foram encontrados vários medicamentos no corpo do ex-presidente, mas não em quantidades tóxicas.

Os resultados definitivos dos exames devem demorar ainda três meses.

Simpatizantes de Milosevic disseram que a investigação não tem validade.

Notícias relacionadas