‘Situação está ficando insustentável’, diz Cartaxo, cobrando da Segurança Públic - WSCOM

menu

Paraíba

30/03/2006


‘Situação está ficando insustentável’, d

O líder do Governo na Câmara Municipal, vereador Luciano Cartaxo (PT), apresentará durante a Sessão desta manhã, quinta, 30, requerimento cobrando, à Secretaria Estadual de Segurança Pública, agilidade na transferência do Centro de Triagem de Menores (Cetrim) para instalações adequadas. No último dia 07, o vereador teve uma audiência com o secretário, Harrisson Targino, que se comprometeu em conversar com o governador do Estado, Cássio Cunha Lima, sobre o local adequado para abrigar a instituição.

“A situação está ficando insustentável. Na madrugada de terça, mais uma fuga foi registrada no Cetrim, quando oito internos serraram as celas e escalaram a parede que dá acesso à rua, como noticiou a imprensa local. Já está provado que a instituição não possui uma estrutura adequada para acomodar os adolescentes e oferecer as atividades sócio-educativas que propõe”, avalia Luciano Cartaxo.

As fugas, cada vez mais freqüentes, têm levado pânico aos residentes de vias próximas ao Cetrim, como a Av. Trincheiras, ruas Mateus Zácara, Irineu Joffily, Rodrigues de Aquino, Alameda Faraco e adjacências.

Desde que o Cetrim foi instalado na avenida Mateus Záccara, bairro Trincheiras, há mais de dois anos, o vereador luta por providências. Logo após a instalação, participou de audiência com uma comissão de moradores e o então secretário de Segurança Pública, Noaldo Alves, que garantiu uma resolução para o problema em, aproximadamente, seis meses. Como ex-morador da Alameda Faraco, próxima ao Cetrim, Luciano Cartaxo é constantemente procurado pelos moradores, que necessitam de soluções.

O Cetrim funciona como Unidade de Extensão do Centro Educacional do Adolescente (CEA), de onde recebe jovens com idade entre 18 e 21 anos, com objetivo de promover atividades que contribuam para a ressocialização desses adolescentes. Há dois anos, o órgão foi instalado em um prédio cedido pela Delegacia da Infância e da Juventude, enquanto seria construída uma unidade apropriada para abrigar os jovens infratores.

Notícias relacionadas