Sindec: Sistema de consulta do Procon estadual detecta que maior número de recla - WSCOM

menu

Paraíba

25/03/2006


Sindec: Sistema de consulta do

O Procon estadual formalizou, em cinco meses de existência do Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor (Sindec), 4.489 atendimentos e 2.878 reclamações. Destes 1.316, que correspondem a 31,10%, são referentes a serviços essenciais como energia, telefonia, água e esgoto; 1.124, que corresponde a 26,56% , no tocante a assuntos financeiros e 1.062 a respeito de produtos, totalizando 25,05% das reclamações registradas no órgão, informou a coordenadora de pesquisa do Procon, Késsia Bezerra.

O sexo masculino lidera as reclamações dos consumidores junto ao Procon perfazendo um total de 2.269 (50,55%) contra 2.220 (49,45%) consumidores do sexo feminino.

Nos últimos cinco meses o número de reclamações recebido pelo sistema apontou 622 em novembro, 532 em dezembro, 694 em janeiro e até fevereiro 1.001 reclamações computadas.

Inicialmente, apenas três estados do país estão utilizando o sistema de consulta e reclamação: Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Paraíba, que o inaugurou oficialmente no último dia 15, dia do Consumidor.

Com esse sistema, o consumidor pode acessar via internet o acompanhamento de processo de qualquer empresa que conste nos registros e ainda verificar se determinada empresa é acusada por algum consumidor.

“É através desse sistema que nós podemos saber o perfil de quem reclama e o ranking das empresas reclamadas”, frisa.

O coordenador executivo do Procon, Odon Bezerra, que passou a semana em Brasília, tratando da viabilização de parcerias com os municípios paraibanos para implantação do Sindec, o que deve ativar o sistema em procons de outros municípios do Estado, como Cajazeiras e Patos.

Notícias relacionadas