Simpósio do Ministério Público Federal renova disposição de combate à corrupção - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

20/05/2008


Simpósio do Ministério Público Federal



.

A abertura do Simpósio “As Procuradorias Regionais da República na Lei Orgânica do MPU” na manhã desta terça-feira 20 em Recife (PE) foi marcada por declarações de destemor e renovação da luta das procuradorias na fiscalização e combate da corrupção. Um nome lembrado no evento foi o do procurador Pedro Jorge de Melo e Silva, que foi assassinado enquanto investigava crimes contra o patrimônio da União e do Banco do Brasil, caso que ficou conhecido como “escândalo da mandioca”.

“Pedro Jorge tombou. Mas seus ideais democráticos e republicanos continuam a brilhar, e a servir de inspiração às novas gerações”, declarou o procurador-chefe da Procuradoria da República da 5ª Região, Luciano Mariz Maia.

O evento se estende até amanhã e tem a participação do procurador-geral da República Antonio Fernando Barros e Silva de Souza e do professor George Meszáros, da Universidade de Warwick, Reino Unido, estudioso do Ministério Público brasileiro

O simpósio celebra os 15 anos da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, conhecida como Lei Orgânica do Ministério Público da União (MPU).

“Um dos principais objetivos do encontro é identificar o impacto que a PRR-5 tem tido na construção da jurisprudência da Justiça Federal na 5.ª Região”, afirma Mariz Maia.

Na ocasião, será lançado o Espaço Memória e Ação, um espaço na página eletrônica da Procuradoria Regional da República da 5.ª Região (www.prr5.mpf.gov.br) que conta a história dessa unidade do MPF e resgata informações históricas do episódio do escândalo da mandioca.

Notícias relacionadas