Sessão discute mortalidade materna em João Pessoa - WSCOM

menu

Paraíba

24/10/2005


Sessão discute mortalidade materna em

A mortalidade materna e suas causas foram o tema da sessão especial realizada na assembléia legislativa de João Pessoa neste dia 24.

A Hipertensão, hemorragia, infecção e aborto, são as principais causas do alto número de mortalidade materna já registrados. Segundo a coordenadora regional da Rede Feminista de Saúde, Glória Rabay, de janeiro até outubro de 2005 foram confirmados em João Pessoa, 22 casos de morte de materna, ultrapassando os n´meros de 2004. “Na Paraíba, estamos tendo um grande número nos casos, mas ainda estamos abaixo de outros estados”, comentou.

A representante da Plataforma de direitos humanos, econômicos, sociais e culturais, Clair Castilho Coelho, também presente na seção e afirmou que essas mortes são conseqüências do descaso por parte dos profissionais que não estariam preparados para prevenir e tratar as mulheres no período da gestação. “As mulheres estão tratadas como mais um caso, quando uma delas morre, sabemos quem morreu, mas não sabemos quem foi o responsável”, disse.

Na seção especial, foram discutidos ainda planos de ações a serem realizadas junto à secretaria de saúde de João Pessoa em favor da diminuição da mortalidade materna, como o controle dos serviços públicos com o apoio ao Programa Saúde da Família (PSF), e a melhor qualidade no atendimento e infra-estrutura nas maternidades locais.

Notícias relacionadas