Serventuários pedem intercessão da OAB junto ao TJ para encerrar greve com reivi - WSCOM

menu

Paraíba

23/03/2006


Serventuários pedem intercessão da OAB

Os serventuários do Tribunal de Justiça, em greve desde o dia 8, reuniram-se nesta quinta-feira com o presidente da OAB-PB, José Mário Porto Júnior, a quem pediram que intercedesse junto ao TJ para que as reivindicações da categorias sejam atendidas e a greve suspensa.

Segundo José Mário, a reunião foi para tentar solucionar o impasse surgido, buscando uma aproximação das partes para que haja uma negociação e finalmente a resolução do problema. Para José Mário, a greve precisa ser encerrada com rapidez porque repercute negativamente para os advogados e jurisdicionados.

O presidente da Associação dos técnicos e analistas judiciários da Paraíba, Alcides Ribeiro Sobrinho, declarou que a OAB não pode ficar alheia a esse movimento e deve intermediar essa discussão. “O Tribunal não abre portas para ninguém, só nos resta agora a OAB”.

O representante do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba, Joelbe Bezerra Costa, afirmou que o diálogo com o Tribunal de Justiça atingiu limites extremos, tornando-se impossível. “Esse acesso da OAB ao TJ pode viabilizar uma discussão ampla, necessária e urgente para a solução desse processo”, finaliza.

Os principais pontos de reivindicação dos serventuários da justiça são: melhorias das condições de trabalho, debate sobre a realização dos mutirões fiscais e recomposição dos salários-base. Atualmente os salários são de R$ 1.046. Os servidores cobram um aumento para cerca de R$ 1.800, em final de carreira.

Notícias relacionadas