Segunda chamada do Prouni: lista já está disponível - WSCOM

menu

Brasil

21/02/2019


Segunda chamada do Prouni: lista já está disponível

Foto: autor desconhecido.

O Programa Universidade para Todos (Prouni) divulgou hoje (20) a lista dos pré-selecionados na segunda chamada no site do processo seletivo. A edição ofertou 243.888 vagas, mas houve 946.979 inscritos e 1.820.446 candidaturas, uma vez que cada estudante pode se candidatar a até duas vagas.

A relação entre bolsas de estudo disponíveis e a quantidade de inscritos reafirma a importância da segunda chamada para os candidatos. Neste caso, começarão a faculdade ainda no primeiro semestre do ano. Mas será preciso comprovar presencialmente as informações, entre 20 e 27 de fevereiro, na própria instituição de ensino em que houve a aprovação.

Nesta etapa, o candidato deve apresentar comprovantes de: identificação do candidato e dos membros da família, residência, renda, conclusão do ensino médio, entre outros. Caso o prazo não seja respeitado, ou não seja entregue toda a documentação, o estudante será desclassificado.

Prouni | Lista de Espera

A lista de espera do Prouni é uma nova oportunidade. Os interessados podem se inscrever em 07 e 08 de março e conferir as convocações entre 11 e 13 do respectivo mês.

A primeira edição do ano disponibilizou 116.813 bolsas de estudo integrais e 127.075 parciais, com bolsas de estudo de 100% e 50% respectivamente. A quantidade resultou na maior oferta entre todas as edições, desde 2005, quando foi implantado. Atualmente, o Ministério da Educação destaca que mais de 2,47 milhões de estudantes já foram contemplados.

Quem pode participar?

Podem se inscrever no processo seletivo, estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e somaram mais de 450 pontos nas provas objetivas além de nota maior de zero na redação. É também necessário ter estudado em escola pública ao longo do ensino médio ou ter sido bolsista integral da rede privada. Deficientes físicos e docentes da educação básica na rede pública também podem concorrer, devendo comprovar as respectivas condições.

A renda familiar per capita também é critério de seleção, não podendo ultrapassar um salário mínimo e meio por pessoa para concorrer às bolsas integrais e três salários mínimos para as parciais.