Saída de Adenilson preocupa BID às vésperas do repasse de U$ 100 milhões; Consultoras assumem comando - WSCOM

menu

Política

01/12/2018


Saída de Adenilson preocupa BID às vésperas do repasse de U$ 100 milhões; Consultoras assumem comando

Consultoras Aline e Ivna assumem comando

Foto: autor desconhecido.

EXCLUSIVO
Por Walter Santos / Portal WSCOM

A saída em caráter irrevogável do Secretário da Receita da Prefeitura Municipal de João Pessoa, Adenilson Ferreira, também coordenador do Plano de Ação para implantação do programa “Cidades Sustentáveis” na capital paraibana nos próximos cinco anos, surpreendeu e deixou preocupada a direção do BID no Brasil às vésperas do repasse dos recursos.

Altas Fontes de João Pessoa e Brasília informaram ao Portal WSCOM com exclusividade, que a saída do secretário se deveu a um impasse criado com o anúncio feito pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) de que ele seria mantido na coordenação, mas tendo a participação no processo das consultoras Aline e Ivna – superpoderosas assessoras da PMJP no controle do equilíbrio fiscal.

REAÇÃO E REALIDADE – Auditor de carreira e capacitado nos últimos cinco anos pelo BID, assim como sua equipe de assessores formados no processo, Adenilson Ferreira decidiu não ficar mais no cargo porque se sentia desconfortado com a vigilância e interferência das consultoras, até então sem participar do projeto.

Adenilson Ferreira é mais um secretário a deixar a equipe, como fez Bruno Farias, na Setur, em face da interferência no orçamento do Turismo à época.

As duas consultoras conquistaram a confiança do prefeito depois do trabalho de consultoria feito pela empresa Falconi, tanto que foram contratadas e a partir de então passaram a ditar as ações visando equilíbrio fiscal.

EFEITO EXTERNO

A saída do auditor já repercutiu em Brasília porque a dados da atualidade há um entendimento e temor de que não haja tempo suficiente para, em poucos dias, as novas coordenadoras tomarem conhecimento de toda a implicada burocracia do BID, algo que Adenilson Ferreira e equipe adquiriram nos últimos anos com diversos treinamentos, em especial no Exterior.

O projeto foi comandado inicialmente por Marcia Casseb, do BID, como coordenadora da equipe nos projetos cidades sustentáveis no Brasil. Ela é especialista sênior em desenvolvimento urbano da Divisão de gestão fiscal e municipal do BID e trabalhou no projeto de 2013 até meados deste ano.

A atual é Clementine Claire Dominique, analista chefe de operações do projeto João Pessoa Sustentável.

O novo representante do BID no Brasil é o senhor Hugo Flores, que tem cobrado a formação da equipe de responsáveis, algo que o prefeito deve fazer na próxima semana.

HISTÓRICO – O ex-coordenador esteve com o prefeito Luciano Cartaxo na sede do BID em Washington/EUA, assim como em Santander, na Espanha, além de ter participado de inúmeras atividades na Alemanha e na Argentina, a partir de Rosário – primeiro País visitado para conhecer as regras do projeto do banco.

Ao longo dos últimos cinco anos, o BID bancou inúmeras viagens de trabalho, inclusive para à Europa, treinando rigorosamente Adenilson e equipe porque todos os documentos são acessados em inglês e espanhol.

AINDA SEM OFICIALIZAR – A reportagem do Portal WSCOM tem ligado sem êxito para o prefeito Luciano Cartaxo tratar de novos estágios, da mesma forma que acionou o Secretário de Comunicação, Josival Pereira, para confirmar a nova coordenação, mas ele não respondeu.