Ruy Carneiro defende autocrítica no PSDB para definição futura diante de racha - WSCOM

menu

Política

29/11/2018


Ruy Carneiro defende autocrítica no PSDB para definição futura diante de racha

Mídia Nacional expôs o racha na primeira reunião dos novos senadores e deputados federais

Foto: autor desconhecido.

A mídia expôs o racha na primeira reunião dos novos senadores e deputados federais e já repercute entre as lideranças. Para o deputado recém-eleito Ruy Carneiro (PSDB), o partido primeiro precisa fazer uma autocrítica e tentar se reorganizar, antes de pensar em sucessão do comando da sigla.

A eleição para definir o próximo presidente está marcada para a convenção partidária do dia 31 de maio.

“A gente sente por todo lado a rejeição da sigla. A gente perdeu o protagonismo. Não adianta marcar eleição num clima desses. O clima é de vaca desconhecer bezerro”, resume Carneiro.

DIVIDIDO – Era para ser uma reunião de boas-vindas do presidente do PSDB , Geraldo Alckmin, aos novos deputados e senadores eleitos pelo partido. Mas o que se viu foi um clima de disputa e desânimo com o futuro da sigla, que corre o risco de se desmanchar com a evasão em massa de quadros.

Depois de amargar uma derrota fragorosa no âmbito nacional, o governador eleito de São Paulo, João Doria, surge como principal liderança. Mas sua ascensão é justamente um dos principais focos da desagregação interna.

Ele é visto pelo grupo de Alckmin como um traidor que nunca trabalhou pela eleição do correligionário.

Durante todo o segundo turno ele defendeu a eleição do então candidato Jair Bolsonaro como forma de também catapultar sua própria candidatura.