Ricardo e outros 7 governadores do NE não irão à reunião com Bolsonaro em Brasília; região terá apenas 1 dos 9 representantes - WSCOM

menu

Política

14/11/2018


Ricardo e outros 7 governadores do NE não irão à reunião com Bolsonaro em Brasília; região terá apenas 1 dos 9 representantes

Apenas o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), irá como porta-voz do grupo

Foto: autor desconhecido.

Os governadores eleitos em 2018 no Nordeste terão apenas um representante na reunião com Jair Bolsonaro (PSL), nesta quarta-feira (14), em Brasília. Desconfortáveis por o encontro ter sido organizado por três governadores de direita, apoiadores do presidente eleito, eles decidiram não participar da reunião e apenas o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), irá como porta-voz do grupo.

O encontro em Brasília foi marcado pelos governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB); de São Paulo, João Doria (PSDB); e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Eles pretendem debater propostas de atuação conjunta dos estados. As principais pautas são segurança pública e a crise financeira enfrentada pelos governos estaduais.Dos nove estados nordestinos, sete são governados por partidos da esquerda (PT, PCdoB e PSB). Entre eles, a interpretação é de que Doria tenta se firmar como liderança nacional ao organizar o encontro, ao lado de Ibaneis e Witzel. Um dos governadores diz que, se o encontro tivesse sido convocado por Bolsonaro, havia uma obrigação institucional de ir.

Wellington Dias é coordenador do Fórum dos Governadores do Nordeste. Ele pedirá a Bolsonaro uma reunião com os governadores eleitos da região. No próximo dia 21, o grupo se reúne para discutir as demandas que pretende levar a Bolsonaro.

Com informações do Jornal O Globo.