Ricardo Barbosa volta a criticar Gervásio e pede amparo legal para justificar decisão que anulou a PEC sobre fim da reeleição no Poder Legislativo - WSCOM

menu

Política

04/12/2018


Ricardo Barbosa volta a criticar Gervásio e pede amparo legal para justificar decisão que anulou a PEC sobre fim da reeleição no Poder Legislativo

Deputado estadual usou a tribuna para criticar, mais uma vez, o presidente da Casa, Gervásio Maia

Na imagem, o deputado estadual Ricardo Barbosa

Da Redação / Portal WSCOM

O deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), elevou novamente o tom das críticas ao presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia (PSB). Ele já havia citado em outras oportunidades que Gervásio, se referindo a PEC 13/2015, que dispõe sobre o fim da reeleição de presidentes do Poder Legislativo, não conseguirá dizer à Paraíba qual o artigo que o acoberta a tomar uma atitude “esdrúxula, autoritária, equivocada e submissa” como essa. 

 

Nesta terça-feira (4), Barbosa usou novamente a tribuna da ALPB para cutucar Gervásio e pedir que fosse apresentado argumentos, dentro do Regimento, que justificassem a anulação da PEC.

 

“Não há [amparo] no Regimento desta Casa. Eu renunciou ao meu mandato ainda nesta sessão, de forma pública, se o presidente [Gervásio Maia], convocando toda a assessoria da Casa, conseguir mostrar aqui no regimento dela abrigo para a sua esdrúxula decisão, intempestiva, inusitada e única”, disse Barbosa. 

 

O parlamentar citou ainda que buscou amparo legal em outras Casas, porém não achou. Segundo o mesmo, não há procedentes que justifiquem a anulação.

 

“Eu conversei com deputados de mais de uma dezena de estados ao longo destes oito dias, como vice-presidente da Unale, e não há registro em nenhum parlamento nacional”, citou o socialista.

 

O deputado acusou o presidente da ALPB de ter arquivado a decisão e não ter, sequer, detalhado no plenário com “vergonha” das suas decisões.

 

“Vossa excelência, no apagar das luzes, se levantando para decretar o encerramento da sessão, disse que a decisão seria publicada no Diário Legislativo. (Dizer que) vossa excelência talvez não tivesse coragem seria muito forte, mas vossa excelência talvez se envergonhasse de dizer isso com a própria voz no plenário”, concluiu o deputado estadual Ricardo Barbosa.