Relatório faz 'recomendações' à polícia após morte de Jean Charles - WSCOM

menu

Internacional

14/03/2006


Relatório faz 'recomendações' à polícia

A Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC, na sigla em inglês) concluiu nesta terça-feira a segunda parte do inquérito sobre a morte de Jean Charles de Menezes que contém recomendações à polícia e destaca as “lições que devem ser aprendidas” após o incidente fatal no metrô de Stockwell.

O IPCC informou que as recomendações não serão divulgadas para o público enquanto o caso estiver sendo analisado pela Justiça britânica.

Segundo o IPCC, o relatório “vai permitir que a polícia considere possíveis mudanças em seus procedimentos operacionais e suas políticas antes da divulgação das conclusões do Ministério Público”, que devem ser divulgadas em abril.

O relatório foi entregue à polícia metropolitana de Londres, como é exigido por lei, e a outras três autoridades, incluindo o ministro da Justiça, Charles Clarke.

A família de Jean Charles não receberá uma cópia do documento.

“Entendemos a frustração da família com a falta de informações, mas não podemos divulgar nada que prejudique o processo legal. Eles receberão uma cópia das conclusões no momento oportuno”, informou a assessoria de imprensa do IPCC.

Inquéritos

O trabalho do IPCC sobre o caso Jean Charles se divide em três partes.

No dia 19 de janeiro, o IPCC enviou para a Promotoria um relatório detalhando a conduta dos policiais que servirá de base para uma possível acusação criminal contra os envolvidos.

Geralmente, um capítulo com recomendações integra esse relatório. Segundo o IPCC, como havia uma grande pressão para que o inquérito fosse entregue rapidamente à Promotoria, ele seguiu sem a parte das recomendações, que só está sendo enviada às autoridades nesta terça-feira.

O IPCC é responsável também por um segundo inquérito que vai avaliar a conduta de policiais, inclusive a do chefe da polícia, Ian Blair.

Esse segundo inquérito toma por base a acusação da família do brasileiro de que houve divulgação proposital de informações erradas para prejudicar a imagem de Jean Charles após a ação no metrô de Stockwell em julho de 2005.

Esse inquérito, segundo o IPCC, deve ficar pronto até o fim de abril.

Além dos dois inquéritos, o IPCC vai divulgar também – após a decisão do Ministério Público de acusar ou não criminalmente policiais envolvidos – recomendações sobre possíveis ações disciplinares contra os culpados.

Notícias relacionadas