Relator da CPI dos Correios diz que não há provas para pedir cassações - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

08/08/2005


Relator da CPI dos Correios

O relator da CPI dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), disse que ainda não há provas para pedir a cassação dos 18 parlamentares listados como envolvidos no suposto pagamento de mesadas no Congresso.

Segundo o relator, existem indícios de irregularidades, mas as informações precisam ser cruzadas para identificar se há provas suficientes. Se houver, os casos serão encaminhados ao Conselho de Ética, que deverá instaurar ou não o processo disciplinar contra cada um deles. “Às vezes se fala o nome de pessoas, mas fica só na palavra. Não há nada documental”, afirmou Serraglio.

Outros integrantes da comissão criticaram nesta segunda-feira a postura do presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti (PP-PE), de adotar a sistemática de remeter a conta-gotas ao Conselho de Ética da Casa os processos de cassação contra parlamentares envolvidos no esquema de corrupção.

Na semana passada, Serraglio disse estar convencido de que o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) operava um esquema de corrupção nos Correios.

O presidente da CPI dos Correios, senador Delcídio Amaral, afirmou que os nomes dos parlamentares constam em um relatório parcial. Segundo ele, tudo que for apurado pela comissão será enviado ao Ministério Público e à Polícia Federal.

Notícias relacionadas