Reitora e professores da UEPB defendem expansão com compensação financeira - WSCOM

menu

Educação

21/08/2005


Reitora e professores da UEPB

A reitora da Universidade Federal da Paraíba, Marlene Alves, reunida com professores e representantes de diversos segmentos da instituição, fez uma avaliação positiva do primeiro ano da autonomia financeira da UEPB, transcorrido no último dia 6. Em reunião no prédio da Faculdade de Administração, eles avaliaram o quadro atual da universidade e fizeram projeções para o futuro.

Segundo o presidente da Associação dos Docentes da UEPB, José Cristóvão Andrade, a autonomia foi muito positiva para a universidade. Ele ressaltou, porém, que é preciso discutir a proposta do governo de instalar campi em várias cidades do interior paraibano, mediante um aumento no percentual financeiro.

Para Andrade, a UEPB deve crescer, mas este crescimento deve vir acompanhado de uma compensação. “Somos a favor do fortalecimento da instituição, com a instalação do campus de Patos e dos outros campi que forem propostos, mas temos que ter um crescimento aliado ao aumento do percentual destinado à universidade através da autonomia”, afirmou.

A mesma posição tem a reitora da instituição, Marlene Alves. “Temos que crescer e sabemos que o governador Cássio Cunha Lima deve apoiar esse crescimento, aumentando também o percentual da UEPB”. Atualmente, a universidade recebe, mensalmente, 3% da receita corrente do Estado.

Notícias relacionadas