RC autoriza obras do P. Parahyba e alfineta Cartaxo: “retomo porque não fizeram” - WSCOM

menu

Política

04/07/2016


RC autoriza Parque e alfineta Cartaxo

NO BESSA

Foto: autor desconhecido.

O governador Ricardo Coutinho (PSB) assinou, na manhã desta segunda-feira (4), a ordem de serviço para implantação da primeira etapa do Parque Linear Parahyba, que vai urbanizar as áreas marginais aos dois canais do bairro do Bessa, em João Pessoa. Na oportunidade, o socialista voltou a criticar a gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) ao afirmar que não é a primeira vez que o Governo do Estado toma a iniciativa de executar uma obra que seria de responsabilidade da administração municipal.

“Eu estou retomando [a execução da obra] porque não fizeram, se tivessem feito, não precisaria o estado estar aqui hoje fazendo uma obra que é importantíssima para a qualidade de vida das pessoas”, disse o governador que, em seguida, mirou as críticas no prefeito Luciano Cartaxo: “governar é tornar a qualidade de vida melhor. Governar é isso, nas diversas formas, na saúde, educação e lazer. Eu compreendo que uma população maior que 80% das cidades paraibanas, como é a deste bairro [Bessa], e com as condições adequadas para se implantar um parque urbano, passar todo esse tempo sem ter dito a capacidade, no caso do poder municipal, de fazer uma obra como essa, para nós é desafiador”.

O Parque Parahyba irá ganhar ciclovias, academia de ginástica, estacionamento e playground, entre outros benefícios. O projeto foi criado em 2010 pelo então prefeito Ricardo Coutinho por meio de decreto. Em março deste ano, o Governo do Estado reassumiu a proposta e apresentou aos moradores do Bessa. A meta é transformar as áreas nos entornos do canal que corta os bairros Aeroclube, Jardim Oceania e Bessa – um total de 150 mil metros quadrados – em parques com equipamentos de lazer e infraestrutura para prática de exercícios físicos.

PENDÊNCIA COM O AEROCLUBE

A execução do projeto em sua integralidade ainda depende de um acerto com a administração do Aeroclube, que deve deixar a área. O acordo, segundo Ricardo Coutinho, depende da Prefeitura de João Pessoa.

“Essa é uma obra que é fundamental, e na essência, municipal. Essa outra etapa, que depende de desapropriação e acordo com o Aeroclube, virá em seguida. Para nós, aquela área teria que ser bastante vegetada. Eu espero, sinceramente, que eu tenha o prazer e a satisfação de ter na Prefeitura uma pessoa com essa visão, compromisso e determinação”, afirmou.

PRESERVAÇÃO

O Parque Linear Parahyba será construído em uma Área de Preservação Permanente (APP). De acordo com Simone Jordão, titular da Superintendência do Plano de Obras do Estado da Paraíba (Suplan), o objetivo do Governo é manter a preservação do local com o envolvimento da população.

“Vamos preservar o máximo da fauna e flora do local, então a intervenção maior será nas faixas de pedestres e nas ciclovias que vão aproveitar a declividade natural do terreno fazendo com que elas fiquem pistas mais emocionantes para quem vai praticar esportes. O Parque terá também áreas de lazer, parques, quadras, duas quadras de vôlei de área e um campo de futebol”, explicou.
 

Notícias relacionadas