Raíssa diz que leão da Bica morreu de fome, Carlão rebate: 'é melhor os vereadores de oposição pularem na jaula' - WSCOM

menu

Política

08/11/2018


Raíssa diz que leão da Bica morreu de fome, Carlão rebate: ‘é melhor os vereadores de oposição pularem na jaula’

Foto: autor desconhecido.

Com a notícia da morte do leão Sadan, do Parque Arruda Câmara (Bica), nesta quinta-feira (8), a vereadora Raíssa Lacerda (PSD), acusou a prefeito da capital, Luciano Cartaxo (PV), de maus tratos, afirmando que o animal na verdade morreu de fome.

“Morreu passando fome, queremos atenção do prefeito, são animais, são vidas e a falta de cuidado e zelo do município, onde o prefeito deixou tudo ao Deus dará, inclusive a bica. É uma tristeza saber que a elefoa morreu, sabendo que já tinham morrido o leão e a leoa de fome”, disse.

O diretor da Bica, Jair Azevedo, afirmou que as declarações da parlamentar são absurdas. Ele reafirmou que o leão morreu de velhice e que os demais animais estão extremamente saudáveis.

MPPB investiga acusações

O Ministério Público da Paraíba está investigando o “tratamento inadequado de animais” no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, mais conhecido como Bica, no bairro Tambiá, em João Pessoa. O procedimento foi aberto pelo promotor de Justiça José Farias de Souza Filho, 1º promotor do Meio Ambiente de João Pessoa.

Segundo o promotor, o ambiente que foi construído para acomodar a elefanta não ficou adequado, por isso o caso está sendo apurado. Lady chegou à Bica em 2013.

“Não é em relação aos leões, é em relação à Bica, à toda a área e todos os animais, não é especificamente um animal”, explicou o promotor José Farias.

Vereador Carlão rebate acusações

O vereador Carlão (PSDC) rebateu as acusações da vereadora Raíssa Lacerda (PSD) afirmando que é preciso checar as informações a respeito do parque Arruda Câmara (a Bica). Raíssa afirmou que os bichos do parque estão morrendo de fome e que foi isso o que também vitimou o leão, morto na segunda-feira (07).

“Primeiro é preciso ver se os animais estão com necessidades, porque não estou sabendo nada disso”, disse o vereador aliado do prefeito. Carlão afirmou que a vida útil do leão é de no máximo 15 anos, e o animal já estava com 20 quando morreu. Raíssa havia afirmado que essa média era muito maior e que o leão não teria morrido de velhice, mas em decorrência de maus tratos.

Carlão também falou que a leoa, pelo seu conhecimento, está viva e ativa. “É melhor os vereadores de oposição não pularem dentro, senão vão morrer”, concluiu.

Com informações do Portal Paraíba.

Notícias relacionadas