Química Industrial atende exigências do mercado - WSCOM

menu

Educação

20/04/2011


Química Industrial atende exigências

UFPB

Foto: autor desconhecido.

Uma estrutura curricular voltada para atender as exigências do mercado de trabalho do mundo contemporâneo. É assim que o curso de graduação em Química Industrial, oferecido pelo Centro de Tecnologia da Universidade Federal da Paraíba (CT-UFPB), está apresentando à comunidade regional sua nova versão de quadro de disciplinas, toda embasada “nos princípios do desenvolvimento industrial e tecnológico de empresas e laboratórios especializados que atuam no ramo da química”, conforme palavras do coordenador, professor Manoel Ferreira Alves.

 

“A formatação da grade curricular leva em conta, naturalmente, a instalação de novas indústrias nas regiões metropolitanas do Nordeste e que farão parte dessa nova realidade com a qual o curso está sintonizado”, acrescenta o coordenador. Ele lembra também que as inovações adotadas na reestruturação do curso foram aprovadas pelo Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFPB, no início deste ano, e a minuta contendo a mudança entra em vigor no próximo semestre.

 

“Assim, os alunos que estejam cursando os primeiros períodos poderão migrar opcionalmente para o novo currículo. A nova versão dispõe de um leque de disciplinas técnico-profissionalizantes, que proporcionará ao aluno uma habilitação específica denominada Área de Aprofundamento”, informa. Ele acredita que as disciplinas agora propostas vão suprir as necessidades de mercado, em especial naquilo que se refere ao desenvolvimento de novos processos e produtos.

 

O coordenador vai além e lista matérias como Boas Práticas de Fabricação (BPF), Metrologia, Química Computacional, Processos Químicos Ambientais, Planejamento e Otimização de Processos, além de Biotecnologia Industrial, como algumas das principais que terão papel decisivo na melhoria da qualidade do profissional da química.

 

O professor Manoel Ferreira Alves reforça seu pensamento explicando que um dos objetivos da nova versão da química tecnológica é oferecer ao mercado de trabalho regional, profissionais conhecedores das mais modernas técnicas de produção da química aplicada ligadas à nova ordem do desenvolvimento industrial.

 

“Logo, o profissional egresso desse curso vai atender às mais exigentes condições de mercado relacionadas com o ramo da química atrelado aos processos industriais. Ele exercerá, obviamente, outras atribuições frente aos processos químicos associados a essas novas tecnologias de produção”, finaliza o coordenador. Mais informações na Coordenação do Curso de Química Industrial (bloco administrativo do Centro de Tecnologia/UFPB, Campus I, João Pessoa) ou pelos telefones (83) 3216-7080 e 8804-4064.

Notícias relacionadas