Quadrilha do assalto ao BC pode ter sido filmada em aeroporto - WSCOM

menu

Policial

14/08/2005


Quadrilha do assalto ao BC

A Polícia Federal de Fortaleza pode ter em mãos as imagens dos dez suspeitos do segundo maior assalto do mundo e o maior do Brasil. Esse grupo teria saído do Ceará pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins, de acordo com a Agência Estado.

Às 8 horas da manhã do sábado, dia 6, uma pessoa comprou dez passagens no guichê da TAM e pagou à vista com notas de R$ 50. Assim que descobriu o fato, a polícia solicitou ao aeroporto as imagens do circuito interno de segurança. As suspeitas são de que o cérebro da quadrilha que executou o roubo esteja em São Paulo.

De acordo com a Agência Estado, a PF paulista já está atuando nas investigações. O assaltante Moisés Teixeira da Silva, o Cabelo, acusado de crimes semelhantes no Estado, continua sendo um dos principais suspeitos. Os policiais desconfiam de que os três suspeitos presos desde quarta-feira tenham financiado o assalto.

O que está com a situação mais complicada é o transportador José Charles Machado de Morais. Ele foi detido em Sete Lagoas (MG), quando viajava em um caminhão com 11 veículos para São Paulo. Parte dos carros foi comprada pelos assaltantes e estava recheada de dinheiro. Até a noite de anteontem, a PF havia localizado R$ 4,9 milhões escondidos em três veículos.

A PF descobriu também que uma mansão e um Eco-Sport utilizados por integrantes da quadrilha está no nome de Charles e de sua mulher. Há possibilidade de uma acareação entre o transportador, seu motorista Francisco Rogério Maciel de Souza, e os irmão Dermival e José Elizomar Fernandes. A prisão temporária dos três detidos vence na terça-feira, mas a PF pode pedir prorrogação do prazo.

Notícias relacionadas