PSOL, PCR e PSTU se unem para disputar a Prefeitura de João Pessoa - WSCOM

menu

Política

06/07/2016


PSOL, PCR e PSTU se unem em João Pessoa

DISPUTA DA PMJP

Foto: autor desconhecido.

Os partidos PSOL, PCR e PSTU decidiram se unir para disputar a Prefeitura de João Pessoa na eleição desse ano. A informação foi dada nesta terça-feira (5). De acordo com o presidente do PSOL, Tarcio Teixeira, os partidos construíam uma Frente para as eleições de 2016.

"Já estávamos construindo um Frente com o PCR para as eleições de 2016, é com muita alegria que recebemos a notícia de que PSTU deliberou por fazer parte desse processo coletivo de unir a esquerda em João Pessoa. Seremos uma das maiores frentes no pleito vindouro, surpreenderemos na chapa majoritária, com Victor Hugo e Rama Dantas, pré-candidatos respectivamente a Prefeito e Vice-prefeita, e ampliaremos as possibilidades de eleição dos primeiros vereadores do nosso campo na Capital", frisou.

Segundo Tarcio, o momento político atual é complexo. "Vivemos uma conjuntura conturbada, com constantes ataques a democracia brasileira, um Presidente da Câmara corrupto que segue como Deputado, o afastamento de uma Presidenta, a imposição de outro governo envolvido em corrupção, que acelera a entrega do patrimônio público, o desmonte do serviço público, em especial a Previdência Social, Saúde e Educação, e na desestruturação dos Direitos Trabalhistas".

Para ele, a maioria da população está desacreditada do atual sistema político. "Estamos em um período no qual a população brasileira, em sua maioria, não acredita no atual sistema político, mesmo ainda não tendo claro outras alternativas; um período em que as pessoas percebem a traição dos que se apresentaram como alternativa contra a velha política; um período em que golpistas e governistas apontam possíveis alianças para 2016 e a ultradireita começa a ampliar seu espaço", ressaltou. 

Ele disse ainda que, "em contrapartida, é perceptível as novas formas de organização que passam a existir nas redes sociais e nos espaços já conhecidos da esquerda; sejam elas na divulgação imediata das informações ou nas diversas ocupações organizadas horizontalmente em todo país. Não há espaço para verticalidade ou os velhos conchavos políticos".

De acordo com Tarcio, "o novo que surge soma aos que sempre lutaram por direitos no Brasil, estejam eles em espaços consolidados ou dispostos a adequar seu formato de organização militante. A esquerda se reinventa a cada dia, mas o princípio da independência de classe, da democracia, da liberdade, de um mundo sem fronteiras e da socialização da riqueza, seguem sendo um marco na luta por uma sociedade igualitária", afirmou. 

Leia a Nota

Nossas vidas nas cidades estão diretamente relacionadas com os acontecimentos do contexto nacional e internacional. João Pessoa também tem um importante papel a cumprir na rearticulação da esquerda e no fortalecimento de uma alternativa independente dos que já estiveram juntos e misturados no desmonte da Paraíba e de João Pessoa.

É nesse clima de consolidar uma alternativa verdadeiramente de esquerda, sem alianças meramente eleitoreiras entre governistas e golpistas, que tornamos público que:

1. o PSOL, o PSTU e o PCR, estarão juntos no processo eleitoral de 2016;

2. que segue em aberto o debate com outras legendas da esquerda (PCB e Movimento Raiz) na construção de uma João Pessoa sem vinculação com a velha política;

3. que uma frente não se limita aos partidos, diversas lideranças e organizações sociais estarão conosco.
 

Notícias relacionadas