PSDB reúne governadores em Minas para discutir comando do partido - WSCOM

menu

Política

02/04/2011


PSDB reúne governadores em Minas

Comando

Foto: autor desconhecido.

O PSDB reúne neste sábado (2), em Belo Horizonte, seus oito governadores eleitos em 2010 para discutir o futuro da sigla. Entre os temas que serão levados à mesa de discussão está a escolha do presidente da legenda, marcada para maio.

O cargo é estratégico para as pretensões da legenda na disputa presidencial em 2014, para a qual já são especulados ao menos três nomes tucanos: o ex-governador José Serra, o senador Aécio Neves e o governador paulista, Geraldo Alckmin.

Após mal-estar causado por um abaixo-assinado que circulou no início do ano reconduzindo ao cargo o atual presidente da sigla, o deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE), tucanos já falam em uma presidência rotativa. O abaixo-assinado seria uma forma de evitar uma possível investida de José Serra em assumir o controle da legenda.

A proposta de um rodízio anual é defendida pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ao defender a ideia na sexta-feira (1º), ele lembrou que a iniciativa foi aplicada quando a sigla foi criada.

– É uma hipótese que nós já tivemos quando nasceu o PSDB. A primeira Executiva Nacional foi rotativa, oito meses cada um, começando com o então senador Mario Covas.

A proposta também é defendida pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), um dos caciques tucanos, que também apoia a manutenção de Guerra no comando do PSDB. Por outro lado, aliados de Serra, candidato derrotado na última eleição para a Presidência da República, defendem um maior espaço dentro da sigla.

O encontro deste sábado reunirá pela segunda vez os oito governadores tucanos – Antonio Anastasia (MG), Anchieta Júnior (RR), Beto Richa (PR), Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO), Simão Jatene (PA), Siqueira Campos (TO) e Teotônio Vilela Filho (AL). Eles já estiveram juntos no dia 15 de dezembro em Maceió, quando elaboraram uma agenda de compromissos da oposição ao governo federal.

Em Belo Horizonte, eles também vão discutir temas de interesse público, como educação e segurança

Notícias relacionadas