PSDB quer 'blindar' Serra até anúncio da candidatura - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

25/03/2006


PSDB quer 'blindar' Serra até

O PSDB se prepara para “blindar” o prefeito José Serra contra protestos até o anúncio da candidatura dele ao governo do Estado, previsto para ocorrer entre terça e quarta. Há expectativa no ninho tucano de que o primeiro ato ocorra hoje, quando ele inaugura obras em Itaquera.

A militância tucana da região foi mobilizada para comparecer ao ato, e “marcar presença” com faixas e bandeiras. Foi feita, porém, a recomendação de não se utilizar pessoal ou recursos da administração, para evitar episódios como em 14 de fevereiro, quando um ônibus da subprefeitura local foi usado para levar pessoas de um mutirão a visita do prefeito.

Ontem, um pequeno grupo protestou contra Serra em evento na Zona Sul. O PT nega que tenha organizado manifestações para o evento do prefeito hoje. Mas o presidente do partido na Capital, Paulo Fiorilo, disse que deve haver um ato quando Serra anunciar sua candidatura. “Vamos cobrar coisas como coerência e cumprimento a promessas”, disse, citando compromisso de Serra, em 2004, de ficar na Prefeitura até 2008.

Antes do anúncio, o prefeito faz os últimos despachos. Um deles é a troca de secretários que disputarão as eleições. Devem sair Walter Feldman (Subprefeituras), José Aristodemo Pinotti (Educação) e Aloysio Nunes Ferreira (Governo).

Feldman será substituído por Andrea Matarazzo, atual secretário de Serviços e subprefeito da Sé. Matarazzo, aliás, deixa Serviços, que deve ficar com o subprefeito de Pinheiros, Antonio Marsiglia. A substituta de Pinotti deve ser sua chefe de gabinete, Maria Lúcia Tojal. O novo secretário de Governo ainda não foi definido.

Outra baixa é a do secretário de Participação e Parceria, Gilberto Natalini. Ele reassume mandato na Câmara; com isso, Tião Farias, presidente municipal tucano e suplente, deixa o Legislativo. Embora neguem relação entre fatos, tucanos dizem que Serra está irritado com Farias, do grupo do governador Geraldo Alckmin, que derrotou o prefeito na escolha do candidato tucano à Presidência. Um dos cotados para a vaga de Natalini é o vereador Netinho, o que manteria Farias na Prefeitura.

A Câmara também foi avisada que o prefeito quer urgência na votação de projeto que dá incentivos à instalação e reforma de hospitais, hotéis, escolas, cinemas e teatros.

Ontem, foi concluída “romaria” tucana à Prefeitura para pedir a Serra que dispute o governo, com visita de deputados federais tucanos. Antes, foram lá prefeitos, vereadores e deputados estaduais. Na segunda, Serra deve se encontrar com o presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati, que deve reforçar coro pela candidatura.

Notícias relacionadas