PSDB decide que vai disputar a eleição para a Prefeitura de Cabedelo e anuncia o nome de Janderson Brito para a vaga - WSCOM

menu

Política

19/10/2018


PSDB decide que vai disputar a eleição para a Prefeitura de Cabedelo e anuncia o nome de Janderson Brito para a vaga

Foto: autor desconhecido.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (18) pelo diretório local, o PSDB decidiu que terá candidatura própria na disputa pela Prefeitura de Cabedelo. O nome indicado pelo partido para disputar o cargo é o do vereador Janderson Brito, líder do partido na Câmara Municipal da cidade. Com a renúncia de Leto Viana, a eleição para definir o novo prefeito de Cabedelo deve ocorrer no mês de janeiro.

O encontro, que reuniu cerca de 18 lideranças e foi conduzido por Janderson Brito, líder do PSDB na Câmara de Cabedelo, contou com a participação de lideranças como o ex-deputado federal Major Fábio, o suplente de vereador Neto Cavalcante, o ex-vereador Fábio Araújo e Marcos Patrício, presidente do PSOL na cidade, entre outros.

No encontro, eles decidiram que é o momento da oposição se unir por uma nova Cabedelo. Dentro desse processo, o PSDB identifica que Cabedelo precisa avançar mais. O PSDB acredita que precisa agregar um trabalho respeitoso, sem perseguição, de forma inovadora, que leve esperança aos munícipes de Cabedelo.

“Vamos oferecer propostas concretas no município de Cabedelo, fazendo com que tenha valorização dos servidores, dos munícipes, geração de emprego e renda, saúde mais próxima do cidadão. Vamos trazer à população de cabedelo oportunidades com projetos consistentes, fazer o que deve ser feito com o erário público e ampliar, de forma respeitosa, decente, a nova forma de fazer política”, declarou Janderson.

A estratégia que o partido pretende utilizar para unir as oposições em torno da candidatura tucana, segundo ele, é mostrar que é preciso ter o mesmo pensamento em torno de uma construção administrativa da cidade. “O mais importante é o crescimento da cidade de uma forma igualitária”, frisou.

Ele disse que todos os partidos de oposição serão ouvidos na formação da chapa. “Estamos ouvindo todas as lideranças de forma democrática, com o intuito de construir uma chapa que represente esse novo momento para Cabedelo”, garantiu, acrescentando que esteve reunido com as demais lideranças que estão colocando o nome à disposição para disputar o pleito, como os vereadores José Eudes (PTB) e Fabiana Régis (PDT), bem como o presidente do PSOL, Marcos Patrício, que também anunciou a intenção de concorrer nessa eleição.

Com a renúncia do prefeito afastado de Cabedelo, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) deve convocar eleições suplementares. O processo deve acontecer num prazo máximo de 90 dias – e as novas eleições acontecerão até o dia 13 de janeiro de 2019. Com informações ParlamentoPB.

Notícias relacionadas