PSB decide suspender convenção e dar apoio informal a Lula - WSCOM

menu

Política

26/06/2006


PSB decide suspender convenção e

O PSB decidiu suspender a convenção nacional do partido marcada para a próxima quarta-feira, informaram parlamentares da legenda. Com isso, fica definitivamente sepultado qualquer apoio formal ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A convenção é a instância que define as coligações eleitorais. Como o PSB decidiu não selar uma aliança nacional, não haveria necessidade de realizá-la. O partido deve divulgar a decisão ainda nesta segunda-feira.

A opção de não coligar-se a Lula levou em conta a dificuldade de superar a chamada cláusula de barreira, regra segundo a qual a agremiação política que não eleger um número mínimo de deputados perde o direito à representação parlamentar, dinheiro do fundo partidário e tempo de TV e rádio para fazer propaganda política.

A aliança nacional com o PT implicaria maior dificuldade para atingir esse objetivo, já que as duas legendas, tradicionalmente unidas, não se entendem em cerca de sete Estados.

Sem o PSB, Lula terá seis minutos na TV, cerca de 1min30 a menos de tempo de televisão.

O PCdoB vive o mesmo problema, mas a tendência é partir para a disputa eleitoral formalmente ao lado de Lula. A convenção do partido está marcada para a próxima sexta-feira. Até agora, a chapa para a reeleição é formada apenas pelo PT e PRB do vice-presidente José Alencar.

Notícias relacionadas