Projeto Rio Mamanguape leva água às comunidades rurais de cinco municípios - WSCOM

menu

Paraíba

11/08/2005


Projeto Rio Mamanguape leva água

O Projeto Rio Mamanguape, patrocinado pela Petrobrás, começará, ainda este mês, a intensificar as obras de infra-estrutura nos tanques de pedra nas comunidades rurais de Lagoa de Roça, Lagoa Seca, Montadas, Areial e Esperança. A iniciativa buscar facilitar o acesso da população à água, com condições mínimas de potabilidade. Cerca de 400 famílias serão beneficiadas diretamente.

Uma das mais importantes ações do projeto, na área hídrica, é dotação de infra-estrutura na fonte da Lagoa Salgada, que situa-se na confluência dos municípios de Montadas, Areial e Pocinhos e é a nascente principal do rio Mamanguape. A obra beneficiará diretamente 150 famílias que, mesmo no período de seca, os moradores utilizam a fonte para recolher água.

Em São Sebastião de Lagoa de Roça, o Projeto Rio Mamaguape iniciará este mês a construção da infra-estrutura de um tanque do Rocha, com previsão de beneficiar 150 famílias. Em Lagoa Seca, será iniciada a implantação da infra-estrutura do tanque do Carneiro, uma obra que benefíciará 50 famílias na comunidade Campinote. Para o município de Esperança, está prevista o trabalho de elaboração do projeto de infra-estrutura de um tanque de pedra.

O coordenador da área de recursos hídricos do Projeto, Lucílio Vieira, informa que o trabalho de diagnóstico nos municípios de Matinhas e Alagoa Nova continuará com a realização de visitas técnicas. Ele explica que as ações que estão beneficiando as comunidades com acesso a água potável também trará uma sensível redução nas doenças que são transmitidas por via hídrica.

Desde o inicio do ano, o Projeto Rio Mamanguape vem desenvolvendo diversas ações na área hídrica nos municípios de Areial, Alagoa Nova, Esperança, Lagoa Seca, Montadas, Matinhas e São Sebastião de Lagoa de Roça. As ações se concentraram primeiramente na realização do diagnóstico dos recursos hídricos da área, na qual se pretende ter uma radiografia da potencialidade, disponibilidades e demandas hídricas. Este diagnóstico encontra-se em fase inicial em Alagoa Nova e Matinhas. Nos outros cinco municípios já foi concluído.

Lucílio explicou que nos municípios onde já se tem o diagnóstico finalizado, serão implementadas ações que, em sua maioria, consiste na construção de cisternas de placas e dotação de infra-estrutura em tanques de pedras e construções de barragens subterrâneas.

Notícias relacionadas