Programa Jovem Aprendiz: Lei do Aprendiz regulamenta a contratação de jovens - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

06/06/2018


Programa Jovem Aprendiz: Lei do Aprendiz regulamenta a contratação de jovens

Foto: autor desconhecido.

Adolescentes e jovens com idade entre 14 e 24 anos podem começar uma carreira profissional sem precisar abrir mão dos estudos. O Programa Jovem Aprendiz é uma iniciativa do Governo Federal e estimula a capacidade dos jovens e adolescentes de todo Brasil através da capacitação, favorecendo o acesso dos jovens ao mundo do trabalho.

 

Por conta da grande dificuldade encontrada pelos jovens na busca da primeira experiência de trabalho, o Governo Federal criou a Lei nº 10.097 em 2000. A Lei ficou conhecida como Lei do Aprendiz e regula a contratação de jovens no mercado de trabalho. Em 2005 o decreto Federal nº 5.598/2005 trouxe algumas alterações legislação anterior, buscando beneficiar ainda mais os jovens.

 

No Brasil, mais de 347 mil aprendizes já foram submetidos a esse programa, sendo que mais de 198 mil já foram aproveitados por empresas através da formalização de contrato como jovem aprendiz. Essa é a história de Ítalo Sena. Há um ano e meio, ele foi efetivado no Call Center do Educa Mais Brasil, após ter ingressado na empresa que concede bolsas de estudo como Jovem Aprendiz. “Gratidão é a palavra que define meu sentimento pela oportunidade que tive”, resume.

 

Tudo começou com uma indicação de um amigo para que ele participasse do processo seletivo da empresa. No dia da seleção, Ítalo descobriu que não poderia concorrer à vaga porque não tinha disponibilidade para trabalhar nos dois turnos. “Foi o Educa Mais que me ofereceu a proposta de trabalhar como Jovem Aprendiz. Não hesitei em aceitar, principalmente por ser do interior e precisar me manter aqui na cidade”, contou.

 

O operador de telemarketing sempre se preocupou em se destacar em sua profissão e, por conta disso, seu desempenho foi logo reconhecido. “No final do meu contrato, recebi a proposta de contratação e, depois de dois meses, me chamaram para começar. Fiquei muito feliz”, relembra. Hoje, Ítalo concilia o trabalho com a dedicação ao estudos. Cursa duas faculdade, uma graduação presencial e outra EAD. “Não é fácil, mas eu consigo conciliar meu trabalho com o estudos. Tudo é uma questão de determinação”.

 

O estudante de Medicina Veterinária e de Ciências Agrarias está muito feliz com o momento atual de vida e conta que terminar as graduações será a realização de um sonho. Do trabalho como Jovem Aprendiz ele também só guarda boas lembranças. “Esse é um bom começo para se inserir no mercado de trabalho”, define. Ítalo também deu uma dica para quem ainda não conseguiu o primeiro emprego. “Não importa qual seja o seu trabalho, invista, abrace as oportunidades e mostre sempre o seu melhor”.

 

Quer ser Jovem Aprendiz?

 

Quem pode contratar?

Pode fazer a contratação de um jovem aprendiz qualquer empresa, sendo ela pública ou privada. O programa contempla pessoas com idade entre 14 e 25 anos, com Ensino Médio completo ou cursando, que tenha ou não experiência anterior comprovada em carteira.

 

Remuneração

Geralmente, varia entre meio salário mínimo a até dois salários mínimos. Tudo vai depender da empresa que ofertou a vaga.

 

Benefícios

Em geral, a empresa oferta vale-transporte, vale-refeição ou alimentação no local de trabalho, entre outros.

 

Curso Profissionalizantes

O programa coloca o jovem em contato com cursos aonde ele aprende mais sobre o segmento de atuação. A empresa também pode ofertar palestras e treinamentos. E, no horário oposto ao que o jovem está na aula ou em curso profissionalizante, ele terá vivência na prática.

 

 

Ascom Educa Mais Brasil

Notícias relacionadas