Produtor musical Arif Mardin morre aos 74 anos - WSCOM

menu

Entretenimento

28/06/2006


Produtor musical Arif Mardin morre

Arif Mardin, produtor musical que trabalhou com artistas como Aretha Franklin, David Bowie, Diana Ross e Bee Gees morreu nesta segunda-feira.

O produtor, cuja carreira teve mais de 40 anos, estava em sua casa em Nova York quando faleceu em decorrência de um câncer pancreático, de acordo com Ian Ralfini, amigo de longa data de Mardin.

Mardin nasceu na Turquia em uma família tradicional, formando-se em economia pela Universidade de Istambul e pela London School of Economics.

Sua vida profissional deu uma guinada em 1956 quando ele conheceu Quincy Jones e Dizzy Gilespie durante um show em Istambul.

Impressionado com a qualidade das composições jazzísticas do jovem Mardin, Jones fez de Mardin o primeiro beneficiário de uma bolsa de estudos que levava seu nome, dada pelo Berklee College of Music, de Boston.

Em Nova York, Mardin foi trabalhar na gravadora Atlantic, como assistente de um dos fundadores da companhia, Nesuhi Ertegun.

Na Atlantic, onde ficou famoso como produtor, músico e arranjador, trabalhou com uma impressionante lista de nomes que também teve Anita Baker, Queen, Barbra Streisand e Phil Collins.

Novos nomes

Em 2001, ajudou a estabelecer o selo Manhattan Records dentro da EMI, tendo a cantora Norah Jones como uma de suas artistas.

Mardin colecionou mais de 40 discos de ouro e platina durante sua carreira, vencendo o prêmio Grammy de melhor produtor do ano em 1976 e 2003.

“Ele era um verdadeiro cavalheiro. Tinha um talento incrível e certamente foi um dos maiores produtores da história”, disse Ralfini à BBC.

“Me sinto privilegiado de tê-lo conhecido”, disse.

Mardin será enterrado em Istambul, onde nasceu em 1932, na próxima semana.