Procon vê indícios de cartelização dos preços dos combustíveis; órgão estuda med - WSCOM

menu

Economia & Negócios

26/10/2005


Procon vê indícios de cartelização

O coordenador executivo do Procon municipal, Sandro Targino, antecipou hoje que vê indícios de cartelização nos preços dos combustíveis praticados em João Pessoa. ‘A padronização caracteriza isso’, declarou Targino, que comanda desde o começo da manhã fiscalização nos postos da Capital.

A vistoria já constatou a semelhança dos preços fixados nas bombas. Os fiscais querem, agora, detectar os motivos que levaram a elevação do preço dos combustíveis. O reajuste, que entrou em vigor nesta terça-feira, chega a 19%

Além de descobrir a origem do reajuste, o Procon deve divulgar esta tarde lista apontando onde o consumidor pode encontrar melhores preços.

Após a fiscalização – que inclui recolhimento de documentos fiscais dos postos – o órgão deve definir medidas para coibir os reajustes.

Notícias relacionadas