Procon-JP prepara pesquisa de material escolar para 2° semestre letivo - WSCOM

menu

Economia & Negócios

28/07/2007


Procon-JP prepara pesquisa de material

Muitos pais preferem comprar apenas metade do material escolar no início do ano letivo. Alguns preferem ir comprando a medida que for necessário e há ainda uma boa parte que compra metade do material no início do ano e o restante pouco antes do inicio do segundo semestre letivo. Pensando nos pais que optam pelo ultima opção, o Procon de João Pessoa está preparando para a próxima semana uma pesquisa de itens do material escolar.

Algumas dicas na hora da compra servem também para quem for adquirir os produtos agora. É importante lembrar ainda que a escola não pode indicar uma determinada loja. Essa prática é a venda casada e é considerada uma infração.

Antes de sair as compras é importante observar o que sobrou do semestre anterior. Forma de pagamento: caso a escolha seja pelo pagamento à vista, não deixe de pechinchar. Pagamentos com cartão de crédito são considerados à vista e, portanto, o preço não deve sofrer alteração. Se a alternativa for o pagamento a prazo é preciso checar e comparar as taxas de juros.

Para compras com cheques pré-datados, faça com que as datas sejam especificadas na nota fiscal e no verso dos cheques como forma de garantir o depósito na data combinada com a loja.

A nota fiscal deve ser fornecida pelo vendedor. Em caso de problemas com a mercadoria é necessário apresentá-la, portanto, exija sempre nota fiscal. Ao recebê-la, cheque se os produtos estão devidamente descritos e recuse quando estiverem relacionados apenas os códigos dos itens, o que dificulta a identificação.

Se os produtos adquiridos apresentarem algum problema, mesmo que estes sejam importados, o consumidor tem os direitos resguardados pelo Código de Defesa do Consumidor. Os prazos para reclamar são: 30 dias para produtos não duráveis e 90 dias para os duráveis (no caso de vícios aparentes).

Fique de olho nas embalagens de materiais, como colas, tintas, pincéis atômicos, fitas adesivas, entre outros, que devem conter informações claras, precisas e em língua portuguesa a respeito do fabricante, importador, composição, condições de armazenagem, prazo de validade e se apresentam algum risco ao consumidor.

Notícias relacionadas