Procon-JP cria comitê permanente que atuará em ações de boicote aos postos de co - WSCOM

menu

Economia & Negócios

13/03/2006


Procon-JP cria comitê permanente que

O Procon de João Pessoa reúne, no Paço Municipal nesta terça (14), às 10h, parlamentares, sindicatos, associações de bairros, instituições públicas e outras representações municipais para formação de um comitê que atuará em ações de boicote aos postos de combustíveis da cidade.

Os postos vêm extrapolando os preços dos combustíveis e o Procon estadual já havia se pronunciado em relação à ação de boicote às bandeiras Esso e BR. O procon Municipal aderiu ao movimento apesar de não estar trabalhando em ação conjunta com a outra entidade do Estado.

“Apesar de estarmos trabalhando separadamente, escolhemos pelo boicote às mesmas bandeiras. Temos um modo de agir diferente, mas as ações são para o mesmo fim”, informou o coordenador geral do Procon-JP, Sandro Targino.

Ele relatou a sociedade vai participar mais das ações contra o aumento abusivo dos combustíveis a partir da atuação do comitê. “o comitê será um termômetro da sociedade e terá uma atuação mais direta junto com os órgãos de defesa do consumidor. A intenção é que o comitê seja permanente.”, ressaltou.

O coordenador informou ainda que nesse primeiro encontro serão avaliados os primeiros resultados do boicote, levando em consideração que houve uma redução no preço da gasolina comum comercializada na cidade. “Vamos também definir as novas medidas a serem colocadas em prática nos próximos dias”, disse.

Até o final da semana passada, a gasolina comum era vendida na maioria dos postos de João Pessoa por R$ 2,73. Após anúncio de boicote o preço caiu e já pode ser encontrada por R$ 2,59.

Notícias relacionadas