"Principal papel é ser um veículo de mobilidade social", aponta professor nos 70 anos do curso de economia da UFPB - WSCOM

menu

Paraíba

04/12/2018


“Principal papel é ser um veículo de mobilidade social”, aponta professor nos 70 anos do curso de economia da UFPB

Nos 70 anos do curso de economia da UFPB, professor cita a importância dentro da própria instituição

Foto: autor desconhecido.

O curso de economia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) completa, em 2018, 70 anos de funcionamento e é homenageado nesta semana em evento que tem início hoje e vai até esta sexta-feira (8), na própria instituição.

Nesta terça-feira, foram disponibilizados minicursos pela manhã e à tarde, com assuntos considerados de ponta e que não estão ainda no currículo do curso.  Questões como de mercado financeiro, análise econométrica e programas de computação de ponta.

À noite, no auditório da reitoria da UFPB, no Campus I, ainda haverá um coquetel, a partir das 18h30, com uma a sessão de entrega de placas comemorativas e homenagens.  

 O professor Paulo Amilton, chefe do departamento de economia da UFPB, destacou, em entrevista ao Portal WSCOM, que o curso passou por um grande movimento de melhoramento nos últimos 30 anos, que o fez se tornar um dos 15 melhores do país, através de investimento e incentivo em graduação e pós-graduação.

“Foi um esforço enorme de transformação do curso e melhoramento que começou há 30 anos. Um trabalho de pegar nossos melhores alunos do curso de graduação, incentivar a fazer pós-graduação. Hoje são professores muito qualificados, com produção acadêmica muito alta. Que faz com que o nosso curso fique entre os 15 melhores. É avaliado no mesmo nível da Fundação Getúlio Vargas. Foi um esforço muito grande”, revelou.

Amilton salientou ainda a preocupação social do trabalho do departamento. Segundo o acadêmico, o principal papel do curso é de ser um veículo de mobilidade social. “É o que me dá mais orgulho”, confidenciou à reportagem.

“Existe uma preocupação grande de empregabilidade, temos vários projetos de extensão de aumentar a empregabilidade de nosso aluno. Programas que ganham prêmios. Essa é uma grande importância. Mas a maior delas, que eu penso, é que o nosso aluno quando entra não tem padrão de renda alto, 95% são de escola pública, e nós conseguimos que esse indivíduo faça uma mobilidade social”, comentou.

História

O curso de economia foi autorizado a funcionar no ano de 1948, nas instalações da antiga Escola de Comércio, no Centro Histórico de João Pessoa, onde hoje funciona a Academia de Comercio da Capital. Funcionou primeiramente como instituição privada, foi estadualizado e depois federalizado por José Américo nos anos 1960, período em que se transformou na Universidade Federal da Paraíba.

Por Wallyson Costa / Portal WSCOM