Prefeito de São José do Bonfim é condenado a oito anos de prisão por apropriação - WSCOM

menu

Paraíba

14/06/2006


Prefeito de São José do

O Pleno do Tribunal de Justiça condenou, na sessão desta quarta-feira, a oito anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, o prefeito de São José do Bonfim, Miguel Mota Victor. Conforme a prestação de contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Miguel Mota se apropriou indevidamente de CR$ 13,8 milhões (de Cruzeiros – moeda da época), dinheiro este pertencente ao município.

Decidiu-se ainda pela suspensão dos seus direitos políticos que somente será comunicada ao Tribunal Regional Eleitoral após a condenação criminal transitada em julgado. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por ter praticado várias irregularidades no ano de 1988.

Entre as acusações estão gastos excessivos em obras públicas, utilização de créditos suplementares abertos sem a autorização da Câmara dos Vereadores de São José do Bonfim e a não realização de reformas e recuperação de prédios públicos. O relator do processo foi o desembargador Leôncio Teixeira Câmara.

A sessão foi presidida pelo vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, devido à ausência justificada do presidente, desembargador Júlio Paulo Neto.

Notícias relacionadas