Preços do gás de cozinha varia R$ 5 em Campina Grande - WSCOM

menu

Economia & Negócios

30/08/2018


Preços do gás de cozinha varia R$ 5 em Campina Grande

Foto: autor desconhecido.

Os preços do gás de cozinha 13 kg e do garrafão de água mineral de 20 litros apresentaram uma variação de até 7,69% e 33,56% no mês de agosto, é o que aponta a pesquisa de preços divulgada nesta quinta-feira, 30, pelo Procon de Campina Grande. O levantamento referente foi realizado pelo órgão em 28 estabelecimentos comerciais da cidade, no último dia 24.

Com uma média de preços de R$ 68,85 no mês, o botijão de gás de cozinha pode ser encontrado em apenas dois valores nos estabelecimentos pesquisados, aos preços de R$ 65,00 e R$ 70,00. De acordo com o relatório, o consumidor que pesquisa antes de comprar pode economizar até 5 reais.

Já a água mineral, de acordo com a marca, o produto pode ser encontrado ao preço mínimo de R$ 4,99 e máximo de R$ 10,00. Segundo a pesquisa, a Indaiá apresentou o maior preço, com valores variando entre R$ 7,99 e R$ 10,00. O consumidor pode economizar até R$ 2,01 na hora da compra. Já a água Santa Vitória pode ser adquirida aos valores de R$ 4,99 e R$ 6,00. O consumidor pode economizar até R$ 1,01 na aquisição. Mas a marca Sublime foi a que apresentou a maior variação de preços 33,56%, com preço médio de R$ 6,96 o produto pode ser encontrado numa variação de preços entre R$ 5,99 e R$ 8,00. O consumidor atento pode economizar até R$ 2,01 na compra de cada galão.

O coordenador executivo do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues alerta que além da pesquisa de preços, o consumidor deve ficar atento ao estado dos produtos, para não incorrer na máxima “o barato que sai caro” e dá dicas para cada item:

“Com relação ao gás, não aceite botijão enferrujado, com amassamentos acentuados, alça solta ou a base danificada e verifique se há identificação da companhia de gás no botijão.

Já o garrafão de água mineral, o comprador tem que observar em primeiro lugar a data de validade do vasilhame, onde o mesmo está armazenado para venda, pois água mineral exposta ao sol e próxima de chapas e fornos tem sua qualidade comprometida. Outra restrição para qual o consumidor precisa estar atento, é a proximidade do produto com mercadorias que possuem odores acentuados, como os itens de higiene e limpeza. A embalagem plástica é frágil e poderá absorver substâncias capazes de contaminar a água que, em condições próprias para o consumo, é sem cheiro, límpida, incolor e sem gosto. Também é importante observar se existem resíduos e sujeira no interior do garrafão, lacre intacto, não pode ter fissuras e apresentar vazamentos. Por isso, bebidas em promoção exigem mais cuidado por parte do comprador”, alerta Rivaldo Rodrigues.

A pesquisa está disponível no site do Procon de Campina Grande  no link https://goo.gl/4o6yTM. Caso o consumidor tenha alguma dúvida entrar em contato com o órgão por meio dos telefones 151 ou 83 98802-5525, no aplicativo para celular Procon CG Móvel ou por e-mailcontato@procon.campinagrande.pb.gov.br.

Notícias relacionadas