Preço médio dos imóveis tem queda real no 1° semestre, segundo FipeZap - WSCOM

menu

Economia & Negócios

05/07/2016


Preço médio dos imóveis tem queda real

NO 1° SEMESTRE

Foto: autor desconhecido.

O preço médio dos imóveis anunciados registrou queda real de 4,42% – descontada a inflação do perídodo – no primeiro semestre de 2016, de acordo com pesquisa divulgada pela Fipe, (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e pelo portal ZAP imóveis divulgada nesta terça-feira (5).

Nas 20 cidades pesquisadas, a alta média de preços calculada pelo índice FipeZap foi de 0,03% – percentual menor que a variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de 4,45% neste período. Isso quer dizer que o preço dos imóveis cresceu menos que a inflação entre janeiro e junho, o que significa uma queda em termos reais.

Locais pesquisados
Entre janeiro e junho de 2016, nenhum dos 20 locais pesquisados apresentou alta real nos preços. Rio de Janeiro, Distrito Federal, Fortaleza, Recife, Niterói e Santos tiveram queda nominal nos valores. Todas as outras tiveram variação menor que a inflação para o período.

Nos últimos dozes meses, o índice se manteve praticamente estável (-0,02%), o menor resultado em toda sua série histórica. Tendo em vista a inflação estimada para o período, que é de 8,88%, o preço médio do m² apresentou queda real.

Em junho, o valor médio do m² anunciado das 20 cidades foi de R$ 7.635. O valor médio do metro quadrado no Rio de Janeiro (RJ) é de R$ 10.251, sendo o mais barato no bairro Coelho Neto (R$ 2.213) e o mais caro no Leblon (R$ 21.707). Em São Paulo (SP), o valor médio é de R$ 8.630, sendo Cidade Tiradentes o bairro mais barato (R$ 2.656) e o Jardim Paulistano, o mais caro (R$ 16.139).

A maior alta no mês de junho no preço médio foi registrada em Vitória (ES), com avanço de 2,67%. O preço médio do metro quadrado na capital é de R$ 5.661. A cidade com o valor médio mais baixo é Contagem (MG), com R$ 3.605, seguida por Goiânia (GO), com R$ 4.211. 

Notícias relacionadas