Prazo termina 3ª-feira, mas 87% da micro empresas não aderiram ao Super Simples - WSCOM

menu

Economia & Negócios

29/07/2007


Prazo termina 3ª-feira, mas 87%

O prazo para adesão ao Super Simples, que prevê a unificação de oito impostos, termina nesta terça-feira, dia 31 de julho, mas até agora 87% das das empresas no Brasil ainda não conseguiram migrar. Um representante da Asconta (Associação dos Contadores de João Pessoa, Laércio Gomes Xavier, diz que dificuldade se deve as pendências que essas empresas possuem com a união, estado ou municípios.

O Super simples prevê a unificação de oito impostos – seis federais, um estadual e um municipal – com o objetivo de desburocratizar a tributação, reduzir a carga tributária, aumentar a adimplência fiscal, facilitar a abertura e a regularização das empresas. “O grande problema é que 87% das empresas no Brasil ainda não conseguiram migrar”, alerta Xavier. Essas empresas possuem pendências com a união, estado ou municípios.

O presidente da Federação do Comércio, Bens e Serviços da Paraíba, Marconi Medeiros explica que é vanmtagem para os empresários aderirem agora. “Apenas quem realizar a migração até o final deste mês, vai poder parcelar os débitos em até 120 meses. Os empresários não podem deixar para depois, senão terão que pagar a dívida à vista ou no máximo em 60 meses”, orienta o presidente da Fecomércio, Marconi Medeiros.

A Receita Federal publicou uma instrução normativa n˚ 775 no início desta semana prorrogando o prazo de adesão para 31 de outubro. “A instrução gerou dúvidas, é muita confusa. O mais importante é o empresário entender que precisa fazer a adesão ainda este mês”, ressalta o contador Roberto Cavalcanti da Asconta-JP.

As adesões ao novo sistema de tributação são feitas pelo Portal do Simples Nacional, acessado via site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). O empresário deve clicar na opção ‘outros serviços’. No site da receita, também existe uma relação de perguntas e respostas com as principais datas que devem ser observadas pelos empresários interessados em aderir ao Simples Nacional e ao parcelamento de débitos.

Notícias relacionadas