Potiguaras fazem reféns na Baia da Traição e queimam carro da TV Cabo Branco; Fu - WSCOM

menu

Policial

20/06/2006


Potiguaras fazem reféns na Baia

O administrador da Fundação Nacional do Índio (Funai) na Paraíba, Petrônio Machado Cavalcante Filho informou ao WSCOM Online que índios Potiguaras iniciaram um protesto esta manhã. Eles fizeram reféns um policial florestal e um vigilante da Usina Japungu. Uma equipe da TV Cabo Branco teve veículo queimado e equipamentos apreendidos.

O protesto foi motivado pela prisão dos índios Marcos Francisco de Paiva, 30, Rogério Campos de Oliveira, 32, Pedro da Silva Santos, 20 e Antônio da Silva Santos, 45, acusados de cortar madeira para produzir carvão de uma reserva florestal.

Os índios se encontram sob a guarda da Polícia Federal e segundo o delegado Marcos Cotrin está esperando a manifestação da justiça sobre a liberação ou não dos índios. Eles chegaram a sede da polícia esta madrugada e foram transferidos por questões de segurança.

“Esperamos que haja bom senso. Quem realizou a prisão não avaliou o impacto”, lamenta.

O administrador da Funai disse que já está a caminho de Mamanguape para iniciar negociações e libertar os reféns.

“Estamos indo para lá daqui a pouco para iniciar as negociações e contornar a situação”, disse Cavalcante Filho.

Apesar de ter veículo e equipamentos apreendidos, o administrador da Funai informou que os repórteres da TV Cabo Branco não estão sendo impedidos de deixar a aldeia.

Notícias relacionadas