Postos itinerantes de vacinação antirrábica visitam cinco bairros da Capital - WSCOM

menu

Paraíba

02/09/2018


Postos itinerantes de vacinação antirrábica visitam cinco bairros da Capital

Foto: autor desconhecido.

Dentro da programação da Campanha de Vacinação Antirrábica, os postos itinerantes visitarão cinco bairros de João Pessoa nesta segunda (3) e terça-feira (4). A campanha segue até o dia 22 de setembro, quando será realizado o Dia D, com 200 postos de imunização distribuídos pela cidade. Devem ser vacinados cães e gatos a partir dos três meses de vida.

Na segunda-feira (3), haverá postos instalados nos seguintes locais: Associação de Moradores da Praia da Penha, Quadra da Comunidade do Timbó (Bancários) e Comunidade São Domingos (Altiplano). Já na terça-feira (4), os postos estarão na Comunidade Juiz Agrícola (Miramar), entrada do Condomínio Val Paraíso (Bessa) e em frente à Unidade de Saúde da Família (USF) Integrada São José.

O atendimento ao público nos postos itinerantes acontece no período das 8h às 12h. Estão sendo visitadas as localidades com maior concentração de cães e gatos.  O proprietário deve levar o cartão de imunização do animal, mas aqueles que não tiverem o cartão também receberão o comprovante de vacinação. Caso seja a primeira vez em o que o animal será vacinado, o proprietário deve ficar em alerta para a segunda dose, que deve ser realizada após 30 dias.

Durante a campanha, a população poderá levar seus cães e gatos para serem vacinados também no Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses. O horário para vacinação é das 8h às 17h. O Cvaz fica localizado na Avenida Walfredo Macêdo Brandão, nº 100, Jardim Cidade Universitária.

A meta da campanha é imunizar 80% da população de canina da Capital, atualmente estimada em 80 mil cães, devendo ser vacinados mais de 60 mil. Para os gatos, o Ministério da Saúde não estabelece uma meta de imunização, mas a Vigilância Ambiental do município pretende imunizar aproximadamente 15 mil felinos.

Raiva animal – A raiva animal é uma doença causada por um vírus. Ela ataca diversos animais, e também o homem. Quase 100% das pessoas que adquirem a doença chegam a óbito. O cão, o gato e o morcego são os principais transmissores da raiva em áreas urbanas.

Notícias relacionadas