Porto de Cabedelo receberá cerca de 13 mil cruzeiristas em 2019 - WSCOM

menu

Economia & Negócios

23/11/2018


Porto de Cabedelo receberá cerca de 13 mil cruzeiristas em 2019

Cálculos da presidente da PBTur, Ruth Avelino, informa que cerca de 13 mil cruzeiristas desembarquem em Cabedelo, excluindo desse total a tripulação das embarcações, em 2019.

Foto: autor desconhecido.

O porto de Cabedelo, no Litoral Norte da Paraíba, vai movimentar não apenas cargas de importação e exportação. O terminal também vai receber cruzeiros marítimos, em 2019. A expectativa é que, a partir de 8 de fevereiro do próximo ano, ocorram um total de 26 atracamentos durante toda a alta estação. Cálculos da presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, é de que cerca de 13 mil cruzeiristas desembarquem em Cabedelo, excluindo desse total a tripulação das embarcações. Os cruzeiros marítimos farão escalas nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Alagoas.

 

A presidente da PBTur (Empresa Paraibana de Turismo), Ruth Avelino, comemora: “Esse público é visto com boas expectativas, já que ele tem a oportunidade de conhecer os atrativos do local. Toda a cadeia turística é beneficiada, como bares, restaurantes, nossos postos de artesanatos”, informa. A última temporada de cruzeiros marítimos no Porto de Cabedelo aconteceu em 2012, segundo informou Ruth Avelino. “A atividade é importante não só para a Paraíba, mas para todo o País”, disse a presidente da PBTur. Ao todo, foram 14 atracações que levaram para a Paraíba mais de 15 mil turistas.  

A retomada dos cruzeiros na costa brasileira é resultado de algumas decisões do Governo Federal, por intermédio da Embratur. “Temos uma costa linda e repleta de atrativos para vários tipos de viajantes, e precisamos aproveitar melhor esse potencial. Tivemos alguns avanços, como o Decreto Presidencial número 9.500, que alterou de 90 para 180 dias a validade do visto dos profissionais que trabalham em navios em viagem de longo curso. O governo entende que o setor inclusivo, gera emprego e renda”, afirma a presidente.

Dados do setor – Na última temporada (2017/2018), cerca de 420 mil pessoas viajaram de navio no Brasil, um crescimento de quase 17% em comparação ao período anterior. Dos mais de 470 mil turistas que fazem cruzeiro no País, 20% são estrangeiros. De acordo com a CLIA Brasil (Cruise Lines Internacional Association), entidade que representa o setor, cada navio pode gerar 4 mil empregos. Entre 2017 e 2018, foram gerados 27.748 empregos, quase 10% a mais que em 2016/2017, com os sete navios que estiveram na costa brasileira.  

A temporada 2018/2019 de cruzeiros no Brasil, que começou esta semana e termina em abril, terá sete navios de cabotagem, com viagem com início e fim nos portos nacionais, e 29 embarcações de longo curso, com escalas no País. Em média, os navios permanecem 120 dias em operação.