População protesta em Patos contra exploração sexual de menores - WSCOM

menu

Paraíba

21/05/2008


População protesta em Patos contra

A sociedade patoense foi às ruas na tarde desta terça-feira para manifestar seu repúdio contra a violência e exploração de crianças e adolescentes, abrindo espaço para lembrar as recentes vítimas de estupros na região. O evento fez parte do 18 de maio, Dia de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado no último domingo.

Estudantes, professores e diversos segmentos sociais fizeram parte do manifesto que saiu da Praça Edivaldo Motta e finalizou na Praça Getúlio Vargas. Da caminhada participaram Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, secretarias municipais, conselhos tutelares, Sesi, escolas públicas e privas, dentre outras.

A presidente do Conselho Municipal da Mulher, Francisca Vasconcelos, disse que a manifestação tem como um de seus objetivos alertar a população para que se conscientize do problema e zele mais por suas crianças, inclusive denunciando qualquer tipo de abuso.

“Ainda existe muita criança sendo explorada em nossa cidade. São diversos tipos de violência. Também não dispomos de políticas públicas para que a gente possa trabalhar com maior eficácia esse enfrentamento”, comentou Francisca, acrescentando que há um fator bastante positivo, que tem sido o das educadoras discutirem bastante esse tema com seus respectivos públicos, como estudantes, grupos atendidos pelo Centro de Referência em Assistência Social.

Francisca lembrou que a sociedade está bastante consciente da problemática, mas não vem fazendo sua parte, já que a luta não é apenas dos conselhos e sim de cada cidadão. Nesta quarta-feira acontece um seminário, das 8h às 17 no Fórum Miguel Sátyro, quando os direitos da criança e do adolescente, com ênfase na exploração sexual, vão ser debatidos.

Notícias relacionadas