Polícia vai reconstituir morte de pedreiro no interior de xadrez da Delegacia de - WSCOM

menu

Policial

16/08/2005


Polícia vai reconstituir morte de

Peritos do Departamento de Criminalística vão realizar a reconstituição da morte do pedreiro Benedito Vicente Teles, de 42 anos, ocorrida no interior do xadrez da Delegacia de Polícia de Araçagi. A reconstituição foi solicitada pelo delegado José de Arimatéia Morais.

O pedreiro foi encontrado morto no interior da cela na madrugada do dia 31 de julho com um lençol amarrado no pescoço. Policiais militares do destacamento de Araçagi são os principais acusados pela morte. O comandante do 4º Batalhão, sediado em Guarabira, tenente-coronel Itamar Gomes de Carvalho, determinou o recolhimento de todos eles ao quartel.

Benedito Teles havia sido preso na manhã de sábado após tentar contra a vida do comerciante Severino Fabiano Barbosa Leite (Biano), de 25 anos, com uma faca. A polícia foi chamada e na tentativa de prender Benedito, este feriu na mão o cabo da PM, Francisco de Assis Fernandes da Costa.

Inicialmente suspeitou-se de que Teles teria se enforcado, no entanto, o diretor da Unidade de Medicina Legal de Guarabira, Aloísio Paredes, declarou que o pedreiro fora sido vítima de estrangulamento no interior do xadrez.

O delegado Arimatéia Morais, designado para apurar o caso, ouviu testemunhas que um grupo de cinco pessoas teria entrada na delegacia, espancado o preso, se apoderado do seu lenço e praticado o estrangulamento. Forte esquema policial será montado para a reconstituição a ser realizada no período noturno na Delegacia de Araçagi.

Notícias relacionadas