Polícia prende suspeito de aplicar golpes na Capital - WSCOM

menu

Policial

12/07/2016


Suspeito de aplicar golpes é preso

EM JOÃO PESSOA

Foto: autor desconhecido.

O trabalho de repressão qualificada realizado pela Polícia Civil da Paraíba contra a prática de fraudes em João Pessoa resultou na prisão de Erick Ricardo Ribeiro da Silva, 39 anos, nessa segunda-feira (11). Segundo a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Capital, responsável pela ação, ele é suspeito de utilização criminosa do nome de uma empresa de energia elétrica para realizar falsos contratos de prestação de serviço.

O delegado titular da unidade especializada, Lucas Sá, explicou que Erick agia há pelo menos dois anos e cobrava a quantia de R$ 3 mil pelos serviços prestados e chegava a emitir recibos em nome de empresas de grande porte. “O suspeito informava como telefone de contato o seu número pessoal e colocava nos recibos um número de SAC incorreto, de maneira que as vítimas não tinham como questionar os serviços prestados de maneira inadequada e não tinham como comunicar as fraudes às empresas. Ele foi preso em flagrante pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica e permanecerá na Central de Polícia Civil, aguardando audiência de custódia”, afirmou o policial.

Lucas Sá ainda acrescentou que a equipe da delegacia começou a investigar o suspeito há aproximadamente um mês, em virtude de um contrato de prestação de serviços firmado com um condomínio situado no bairro Cabo Branco. “O condomínio desconfiou da documentação apresentada e procurou a DDF para comunicar os fatos. Confirmou-se, ainda, que o suspeito não possui endereço fixo e que se mudava frequentemente de residência, em virtude de vários questionamentos que vinha sofrendo, pelos serviços não realizados ou realizados de maneira inadequada”, disse o delegado.

Erick ainda utilizava o nome das empresas para ganhar credibilidade e dar seguimento às negociações, emitindo recibos, orçamentos em nome das empresas de eletricidade, obtendo valores de maneira fraudulenta, sem que houvesse prestação de serviços. Existem também suspeitas de que ele atue junto com outras pessoas, desviando equipamentos e materiais elétricos. “Assim, as investigações serão direcionadas, também, para a identificação de outros possíveis envolvidos e beneficiados por estas condutas, e para a identificação de outras vítimas. Qualquer denúncia pode ser encaminhada pela população ao Disque Denúncia – 197”, finalizou Lucas Sá.

Notícias relacionadas