Polícia paraibana desbarata gang de Pernambuco que agia no Litoral Sul - WSCOM

menu

Policial

16/10/2005


Polícia paraibana desbarata gang de

Numa ação que envolveu ações de inteligência, agilidade e operação conjunta das polícias Civil e Militar uma quadrilha formada por quatro bandidos de Pernambuco foi presa em Jacumã, após vários meses atuando com roubos e assaltos na região.

O relatório da ocorrência foi repassado para o secretário Harrison Targino, da Defesa Social e Segurança Pública, na noite deste sábado.

Comandados pela delegada Fabiana Machado Raimundo de Lima, de Pitimbu, a equipe de policiais prendeu os acusados Wagner de Araújo ( ), Elias ( ) e os menores F. Q. e R. S., em um sítio em Jacumã. Eles confessaram dezenas de roubos e assaltos na região litorânea sul do Estado, principalmente tendo como alvos casas de praias. Todos são procedentes de Pau Amarelo, Pernambuco.

O legista Genival Veloso e um amigo, de nome Reginaldo Barros, vice-reitor de Universidade Ruralde Pernambuco, e suas famílias foram umas das últimas vítimas da ação do grupo, na semana passada. Com base em pistas, a delegada Fabiana Machado e um grupo de policiais militares, sob o comando do major Jefferson e o sargentos Andrade e Amor, da 22 Companhia, estouraram a base da quadrilha, em um sítio localizado na praia de Jacumã.

Segundo a delegada Fabiana, que está há pouco mais de dois meses em Pitimbu, a quadrilha já vinha instalada no Litoral Sul há, pelo menos, oito meses e usou várias estratégias durante esse tempo de permanência na Paraíba. A principal delas foi de se envolver com a comunidade, tornando-se os integrantes conhecidos dos moradores da região. No inicio do ano, com muita movimentação por conta da alta estação, promoveu roubos sistemáticos (em apenas um dia, chegou a amealhar 12 toca-fitas), mas com o esvaziamento dos veranistas nos meses seguintes intensificou as ações criminosas.

As vítimas passaram a ser famílias que moravam em lugares mais isolados. A ação era padrão: encapuzados, os bandidos anunciavam assalto, prendiam as pessoas em um dos cômodos da casa e levavam todos os objetos, eletrodomésticos e pertencens possíveis. Não há registro de qualquer caso de violência mais grave ou agressão a moradores. Mas eles intimidavam a todos, após levar o produto do roubo no próprio veículo da família, para que não denunciassem nada à polícia durante várias horas.

Foi com base em pistas que surgiram no último assalto à residência do legista Genival Veloso que a delegada Fabiana Machado pode coletar informações suficientes para desbaratar o bando, que encontra-se preso à disposição da justiça na delegacia de Pitimbu.

Notícias relacionadas