Polícia investiga morte de jogador de futebol de 16 anos após briga no RJ - WSCOM

menu

Futebol

21/04/2011


Jogador de 16 anos morre após briga

Resende (RJ)

Foto: autor desconhecido.

A Polícia Civil investiga a morte do jogador do time juniores do Resende, Yan Guilherme dos Santos, de 16 anos, em Resende, na Região Sul Fluminense. De acordo com a polícia, o principal suspeito do crime é o irmão de uma colega de turma de escola de Yan.

Ainda de acordo com os agentes da 89ª DP (Resende), Yan foi morto a tiros na noite de terça-feira (19) quando saía da casa da namorada, no bairro Itapuca. O jovem foi enterrado nesta quarta-feira (20), no cemitério Senhor dos Passos, na mesma cidade.

O delegado Marcos Drucker, responsável pelas investigações, disse que Yan e a irmã do suposto assassino teriam discutido e trocado ofensas diversas vezes. Numa delas, a aluna, de 26 anos, teria falado que, caso ele continuasse com as brincadeiras, ela mandaria o irmão, de 19 anos, matá-lo, informou o delegado.

“De acordo com os relatos, ela chamava o Yan de beiçudo, e ele respondia. Na próxima semana, vou ouvir os professores da escola onde eles estudavam para saber o que originou essa troca de agressões verbais e há quanto tempo eles já se estranhavam”, disse o delegado.
Irmã de suspeito confirma versão de testemunhas

Drucker explicou que a colega de turma que trocava acusações com o jogador foi ouvida, e confirmou que o irmão matou Yan com tiros no abdômen. Segundo a polícia, o suspeito teria iniciado uma discussão com o atleta, e em seguida, disparou um tiro próximo ao pé de Yan, e depois na barriga da vítima.

Desde terça-feira, agentes da 89ª DP (Resende) estão em busca do suspeito, que está foragido.
Para a comissão técnica do Resende, Yan era uma promessa no futebol. O assistente técnico do time, Marco Antônio Rodrigues, conhecido como Merica, contou que o jovem assinou contrato como profissional no início do ano e treinou a pré-temporada de campeonatos junto com o time principal.
Jogadores de luto

O assistente contou que o time de juniores fez um minuto de silêncio e entrou em campo, de luto, durante o jogo contra o Vasco da Gama, nesta quarta-feira.

“O Yan já jogava nas divisões de base do Resende há três anos. Ele era muito disciplinado e nunca chegava atrasado aos treinos. Esse está sendo um momento muito difícil para todos, e nós do Resende, prestamos todo apoio à família do Yan”, lamentou Merica.

Notícias relacionadas