Polícia identifica autor de tiro contra Trócolli; advogados vâo apresentá-lo - WSCOM

menu

Policial

26/07/2007


Polícia identifica autor de tiro



Trócolli baelado

Tiago, este é o pré-nome do vigilante da casa 4883, da Avenida Argemiro de Figueiredo, no Bairro do Bessa em João Pessoa, apontado como autor do disparo contra o deputado estadual Trócolli Júnior, ocorrido por volta das 23 horas desta quarta-feira (25), A casa pertence ao empresário Ledson Rocha de Carvalho.

A identificação do autor do disparo contra o parlamentar foi feita pelo delegado Túlio César, da 10ª Delegacia Distrital. Segundo ele, Tiago conseguiu fugir por trás da casa que dá os fundos para a praia. Foram feitas diligências, porém a polícia não conseguiu localizá-lo.

O vigilante havia sido contratado recentemente para trabalhar na casa do empresário. O delegado disse que além do carro da namorada do deputado, uma juíza de Direito identificada por Ana, outros veículos estacionados na calçada ou na frente da casa de Leidson Carvalho tiveram os pneus esvaziados.

De acordo com as primeiras informações, a magistrada estaria em um templo religioso e ao retornar para seu veículo, um Hilux, encontrou o pneu baixo, resolvendo telefonar para Trócolli. Informações dão conta de que o parlamentar estaria bebendo com amigos em um restaurante próximo a igreja e a casa do empresário, que é dono da Construtora LRC.

Ao chegar ao local o deputado estadual do PMDB chamou o reboque e ao invés de sair do local resolveu tomar satisfações com o vigilante. Usando de um temperamento áspero, Trócolli Júnior discutiu com o vigilante e ainda exigiu falar com o proprietário da casa. Vendo-se ameaçado o vigilante sacou de um revólver e efetuou um disparo que atingiu o parlamentar no ombro.

Ele foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma, onde foi cirurgiado e depois transferido para o Hospital da Unimed. Trócolli passa bem e deve receber alta ainda hoje. O delegado vai esperar a recuperação do parlamentar para ouví-lo sobre o atentado.

O delegado Júlio César informou que vai intimar o proprietário da casa para prestar esclarecimento sobre a possível ordem para que o vigilante de sua residência secasse pneus de carros que estacionassem sobre a calçada. Tiago pode ser indiciado por tentativa de homicídio por motivo fútil. Outros veículos estavam no local também com os pneus vazios.

Notícias relacionadas