Polícia desarticula quadrilha de assaltantes em JP; integrantes se dizem membros - WSCOM

menu

Paraíba

10/08/2005


Polícia desarticula quadrilha de assalta

Policiais militares do 5º Batalhão desarticularam na madrugada de hoje uma quadrilha acusada de assaltos e arrombamentos a residências. O chefe do bando tem uma tatuagem que segundo ele é o símbolo da organização que ele lidera, o D.D.A – Demônios Disfarçados de Anjos. Ele disse ainda que todos os membros fazem partes de outras organizações criminosas, entre elas o P.C.C.R – Primeiro Comando do Cristo Redentor, e a U. P. C. M. União do Primeiro Comando de Mangabeira.

Com eles foram apreendidos vários objetos furtados e roubados. Os cinco menores apreendidos foram encaminhados à Delegacia da Infância e do Adolescente, já o de maior idade juntamente com os objetos apreendidos foram levados para a 4ª Delegacia Distrital.

Os PMs prenderam o desempregado Fábio Siqueira Braz Filho, o “Fabinho”, 18 anos, residente na Comunidade Bela Vista, no bairro do Cristo Redentor e apreenderam os menores infratores L.S.M, 14 anos, M.R.R.S, 15 anos, R. J. O, 16 anos, D. A. C, 16 anos e T.D.B.N, 17 anos. Na casa de “Fabinho”, os PMs apreenderam um Not-Book, dois Micro Sistens, das marcas Toshiba e CCE, um aparelho DVD, dois telefones celulares, vários CDs players, um relógio de pulso, uma espingarda calibre 12, de fabricação artesanal e um revólver Rossi, calibre 22.

“Fabinho”, o líder da quadrilha além dos assaltos a mão armada e arrombamentos, também é acusado de um crime de homicídio. Ele se vangloria de no ano passado ter assassinado seu opositor que era conhecido por “Nego Dú”, com cinco tiros de revólver., três na cabeça, um no tórax e outro no ombro.

Segundo o tenente-coronel Fernando Beltrão, no último Domingo os integrantes da quadrilha assaltaram a residência do comerciante Vilmar Cavalcante de Albuquerque, na rua Ranieri Mazzili, 1826, no bairro do Cristo Redentor. Vilmar e seus familiares foram trancados numa das dependências da casa, e “Fabinho” juntamente com seus comparsas roubaram o Not Book, o DVD, dois telefones celulares e um Micro Sistem, e certa quantia em dinheiro. Os objetos roubados foram apreendidos e entregues ao comerciante Vilmar Cavalcante de Albuquerque.

Notícias relacionadas