Polícia de Londres encontra milhões durante investigação - WSCOM

menu

Internacional

03/03/2006


Polícia de Londres encontra milhões

Detetives que investigam um roubo recorde de 53 milhões de libras esterlinas (US$ 92 milhões) na Inglaterra encontraram vários milhões em um depósito na região sudeste de Londres. Segundo informe da polícia desta sexta-feira, os policiais invadiram o depósito e encontraram várias sacolas cheias de notas.

Ladrões armados, disfarçados de policiais, invadiram uma empresa de segurança na última quarta-feira e praticaram um dos maiores roubos da história da Inglaterra. Ninguém ficou ferido durante a sofisticada ação, que envolveu duas equipes de assaltantes. Eles mantiveram o gerente da empresa e sua família presos enquanto retiravam o dinheiro do depósito da empresa Securitas Cash Management Ltd, 50 quilômetros ao sul de Londres.

Um homem de 43 anos foi preso no local e está sendo interrogado pela polícia. Outra suspeita no caso, Lea John, de 33 anos, também está sob investigação, acusada de conspiração para cometer roubo, afirmou o departamento de polícia de Kent. Uma quarta pessoa envolvida compareceu ao tribunal e foi mantida sob custódia. Jetmir Bucpapa, de 24 anos, somente confirmou seu nome, idade e endereço e afirmou ter entendido as acusações. Ele não pediu fiança e ficará detido até 13 de março.

Três pessoas acusadas no caso compareceram pela primeira vez ao tribunal ontem. O vendedor de carros, Stuart Royle, de 47 anos, e Kim Shackletona, de 39, estão sob custódia até a audiência do dia 13 de março.

Outro vendedor de carros, John Fowler, de 57 anos, foi acusado de conspiração no roubo em Tonbridge e do seqüestro do gerente Colin Dixon, sua esposa Lynn e seu filho de nove anos. Ele foi descrito pelos jornais britânicos como um milionário que se orgulhava de ser um veterano de guerra e é dono de uma fazendo perto de Tonbridge, região que foi o foco das buscas da polícia.

Notícias relacionadas