Polícia coloca maconha em mala de passageiro no Japão - WSCOM

menu

Internacional

26/05/2008


Polícia coloca maconha em mala



A droga foi escondida para testar os cães farejadores

Um passageiro que chegava ao aeroporto de Narita, na região metropolitana de Tóquio, ficou com 142 gramas de maconha em sua bagagem depois que um teste para os cães farejadores deu errado.

A fim de testar a segurança do aeroporto, um policial da alfândega do aeroporto escondeu um pacote da droga no bolso externo de uma mala sorteada.

Os cães farejadores não conseguiram encontrar o pacote de maconha, e o policial não conseguiu se lembrar em que mala tinha escondido a droga.

A alfândega do aeroporto pediu que a pessoa que encontrar o pacote entre em contato com as autoridades de alfândega.

A maconha colocada no pacote tem um valor estimado em cerca de US$ 10 mil.

“Lamentável”

O uso de bagagem de passageiros para este tipo de teste é contra a lei. Geralmente são usadas malas especialmente destinadas a isso.

“Sabia que o uso de malas de passageiros é proibido, mas fiz isso porque queria melhorar a habilidade do cão farejador”, teria dito o policial.

“Os cães sempre foram capazes de encontrar (drogas) antes… Estava confiante demais que isto (o teste) iria funcionar.”

“Este caso é extremamente lamentável. Gostaria de pedir desculpas”, disse Manpei Tanaka, chefe da Alfândega do aeroporto.

O Japão tem leis severas contra a posse de drogas e mesmo uma pequena quantidade pode resultar em penas de prisão.

Notícias relacionadas